'Reconhecido por 3 testemunhas', diz delegado sobre jogador preso no RN

Jonatas Thiago, do Palmeira, foi preso no sábado no estádio Nazarenão.
O zagueiro é suspeito de um assalto a uma casa de praia no litoral Sul.

Thiago Potiguar foi no gramado do estádio Nazarenão, em Goianinha, no RN (Foto: Michelle Rincón/Inter TV Cabugi)Thiago Potiguar foi no gramado do estádio
Nazarenão (Foto: Michelle Rincón/Inter TV Cabugi)
O jogador Jonatas Thiago da Silva Lima, de 22 anos, foi reconhecido por três testemunhas como autor do assalto a uma casa na praia de Barreta, no litoral Sul do Rio Grande do Norte. O delegado Vicente Gomes, titular da Delegacia de Polícia Civil de Nísia Floresta, na Grande Natal, informou que além das duas vítimas do crime, uma outra testemunha reconheceu Thiago Potiguar, como é conhecido o atleta, durante uma suposta reunião entre os suspeitos do assalto na Zona Norte de Natal.

"Foi reconhecido pelas vítimas e por essa testemunha que o viu em uma reunião feita entre os responsáveis pelo crime para comemorar o sucesso do assalto. Inclusive, nesse encontro, os criminosos zombaram de uma das vítimas que dava entrevista a uma emissora de televisão. Mesmo assim, o jogador continua negando o crime", explica o delegado. As vítimas do assalto foram dois policiais civis. No assalto, foram levadas armas, munições, carregadores e outros pertences.

Vicente Gomes acrescenta que além do jogador, outro suspeito do crime foi preso e que há mais mandados de prisão para serem cumpridos. O atleta chegou a afirmar que foi confundido com o irmão, que mora em Salvador, na Bahia. No entanto, o delegado descarta a participação do irmão de Thiago Potiguar no crime. "Não há nada ligado ao irmão. Ele não tem nada a ver com isso", reforça.

Prisão
O zagueiro do Palmeira de Goianinha, cidade da região Leste potiguar, foi preso enquanto comemorava a vitória do seu time sobre o Baraúnas, de Mossoró, e a classificação para o segundo turno do Campeonato Potiguar. Os agentes da Polícia Civil - que assistiram ao jogo em um camarote - desceram até o gramado do estádio Nazarenão, em Goianinha, com o mandado de prisão em mãos. O jogador foi conduzido ainda de uniforme para prestar depoimento na delegacia.

O gerente de futebol do Palmeira, William Souto, acredita na inocência do jogador. "Nós estávamos comemorando no vestiário a vitória e nossa permanência no campeonato, quando ficamos sabendo da presença dos policiais. O que a gente sabe é que o irmão dele está envolvido. Thiago é um jogador com passagem pelo América-RN e não sai do nosso alojamento. Quando sai, vai para Natal ver a família e volta. Mas o Palmeira já providenciou um advogado para auxiliar o jogador", disse.

*G1/RN
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário