Associação de Cabos e Soldados repudia sindicância da Sejuc para investigar fuga

Secretaria divulgou que vai apurar se houve facilitação na última fuga em Alcaçuz.


Na madrugada da última segunda-feira, dia 06, 32 detentos escaparam da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, através de túneis ligando o interior do Pavilhão 2 à área externa do local. Em virtude dessa fuga, o titular da Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc), Edilson França, disse que iria abrir uma sindicância para apurar se houve facilitação, por parte dos Policiais Militares que estavam de serviço nas guaritas, tendo em vista que o final do túnel ficava próximo à guarita 02.

O presidente da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar do Rio Grande do Norte (ACSPM/RN), Roberto Campos, visitou na manhã desta terça-feira, dia 07, toda a área externa do presídio e as condições das guaritas. “Depois dessa visita apenas a constatação do que já era claro: a situação de falência do sistema prisional do estado. O local não tem a mínima condição necessária para conter uma fuga. O secretário da Sejuc foi infeliz na colocação quanto à sindicância, pois além de expor o PM ao constrangimento, só ressalta ainda mais a situação crítica carcerária”, diz.

De acordo com Roberto Campos, os problemas enfrentados começam nas guaritas. “Primeiro quem dá serviço nas guaritas 3, 4 e 5 precisa caminhar cerca de 1km em solo de difícil locomoção, sozinho e sem iluminação. Os PMs que ficam na guarita 2, convivem diariamente com a fedentina causada por um esgoto a céu aberto abaixo do local. Ao invés de trabalhar 3 horas para descansar 6, o policial só tem a metade das horas de descanso e quando vai repousar no local de trabalho, só conta com um colchão inadequado, além de não possuir em mãos armas não-letais”, desabafa o presidente da ACSPM/RN.

Ainda segundo Roberto Campos, mesmo trabalhando com condições precárias, a categoria faz o melhor que pode para garantir a segurança da população. “O secretário da Sejuc deveria está trabalhando em conjunto com a Polícia Militar para melhorar o sistema carcerário, encontrar soluções e resoluções ao invés de apontar os PMs como culpados de um sistema falido.”

*Portal BO
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário