CADERNO DE DOMINGO: Desafios atuais da Segurança Pública em Umarizal

Umarizal, há pouco mais de um ano, fazia jus ao título nada lisonjeiro de “cidade mais violenta do Rio Grande do Norte”. Mas, nos últimos tempos, aconteceu uma reviravolta exemplar nos rumos da Segurança Pública no município, com redução brusca das estatísticas criminais e o fim do medo que assolava seus habitantes. 

A esse período, mais ou menos enquadrado no segundo semestre de 2014, convencionou-se chamar “A Pacificação de Umarizal”. Hoje, a paz nas ruas de Umarizal é uma verdade, incontestavelmente: a população tem uma nítida sensação de segurança e o nível de criminalidade está no patamar das cidades mais pacatas da região. O comércio prospera, as pessoas andam despreocupadas pelas ruas, há vida noturna na cidade, as famílias aproveitam a tranqüilidade dos seus próprios lares e as comunidades religiosas celebram com alegria seus dias santos.

A Paz de Umarizal é uma bênção, mas a realidade dessa pacificação trouxe outra situação de Segurança Pública que se deve administrar. Sim, a Paz tem um preço. O preço da Paz é a eterna vigilância.

Na Nova Umarizal é muito necessária a participação do cidadão comum na manutenção da normalidade pública. A população, que claramente tem demonstrado apoio às ações policiais, deve também procurar formas de exercício democrático da cidadania que auxiliem a continuidade e melhoria das ações da Polícia e da Justiça.

Com a grande redução da quantidade de crimes violentos e o fim da impunidade para seus autores, ficou à mostra um rol de crimes não-violentos que, direta ou indiretamente, têm ligações com a prática de homicídios, roubos, furtos e ameaças no passado recente de Umarizal. É de conhecimento público que os autores dos crimes acima citados também tinham envolvimento com contrabando e descaminho (redeiros), casas de jogos de azar, falsificação de mídias (fabricantes e vendedores de CDs e DVDs piratas), tráfico de drogas e fraudes diversas, inclusive bancárias. Acontece que pela natureza não-violenta desses crimes e contravenções, seus autores por vezes são tidos por “trabalhadores”, “pais de família” ou “pessoas que não fazem mal a ninguém”, apesar de sua atividade ilegal e mantenedora de criminosos e corruptos.

O crime não-violento apóia e está entrelaçado aos crimes violentos. A verdade é que as modalidades criminosas não-violentas se tornam a fonte de renda para pagar fugas de criminosos, crimes por encomenda, coitos de vagabundos, advogados de bandidos, fianças e corrupção em diversos níveis, além, é claro de proporcionar uma riqueza ilícita que é um escárnio ao esforço do cidadão verdadeiramente de bem e cumpridor das leis. Os crimes não-violentos devem ser combatidos, primeiro, porque são crimes e, segundo, porque quem poupa os maus pune os bons.

Outra questão que assume destaque na Umarizal da Paz é a manutenção da Ordem Pública. Qualquer avaliação, mesmo que superficial, levará uma pessoa inteligente a concluir que espaços públicos tomados pela sujeira, desordem e poluição sonora tornam-se ambientes favoráveis às ocorrências criminais. Assim é que estabelecimentos ou particulares que promovem eventos públicos sem estrutura de segurança e/ou sanitária, locais onde sons automotivos e paredões perturbam o sossego alheio e causam poluição ambiental sonora, vias públicas tomadas por motociclistas que dirigem perigosamente, entre outros, no mínimo criam o cenário para atos obscenos, agressões sexuais, consumo de álcool e drogas por crianças e adolescentes – além de promover uma sensação incômoda de que a cidade é uma “bagunça” mesmo! A verdade é que num ambiente de desordem pública, quem toma conta é o crime e a libertinagem. O cidadão de bons princípios e as autoridades repudiam naturalmente tal inversão de valores, como não podia deixar de ser.

O desafio de Umarizal agora é desenvolver uma Cultura de Paz, rejeitando o crime e a violência, ao mesmo tempo que estimula o respeito à diversidade sem choques ao bem-estar social. Não há mais espaço para que algumas pessoas se comportem como se estivessem “acima da lei” e promovam badernas ou apadrinhem desordeiros impunemente. O tempo é de manifestar amor pelo local onde se vive com um olhar positivo para o florescimento da Umarizal radiante de Paz e Prosperidade: a Umarizal que todos nós queremos. O homem e a mulher verdadeiramente de bem não podem aceitar calados a ousadia de criminosos broncos de sítio, drogados pés-rapados de subúrbio, Playboys “que botam boneco” ou de espertalhões da política e/ou negócios inescrupulosos. Afinal de contas, somos nordestinos, gente valente, de pulso e de princípios! É mais do que hora de fazer valer a honra por cima da canalhice...

O apoio de todos da população se faz indispensável, pois é da responsabilidade e do interesse de todos a Segurança e Ordem Públicas. Há algo estranho na vizinhança? Briga ou tumulto? Ligue para a Polícia Militar no número (84) 99507090. Você sabe algo sobre um crime que já ocorreu? Tem notícias sobre um foragido da justiça ou sobre quem ajuda ele na nossa cidade? Fale com a Polícia Civil pelo número (84) 96683843. Alguém perturba seu sossego com som alto? Não importa se a perturbação foi de dia ou de noite, hoje ou semana passada, vá até a Delegacia de Polícia Civil e faça um Boletim de Ocorrência, na primeira oportunidade. Há um inquérito em andamento relativo às questões de abuso sonoro na cidade, e espera-se que a população informe na DP Umarizal qual é o estabelecimento ou evento que lhe incomoda. Denuncie!

Na zona rural da cidade, há ainda o desafio de acabar com o coito tradicional de bandidos, principalmente nos sítios da região de fronteira com Apodi. A polícia já está atuando com força para libertar o povo dos sítios do flagelo desses maus elementos. Pedimos a população da zona rural que denunciem os esconderijos, informem quem são as pessoas que ajudam a manter esses coitos, dêem informações que levem à prisão desses que roubam as criações de animais e levam o medo ao bom povo trabalhador da zona rural. Morador dos sítios: ligue para a polícia e denuncie! Não precisa dar seu nome, só ligue e dê a informação. Depois, veja o resultado.

Empresários, donas-de-casa, políticos, profissionais liberais, estudantes, religiosos, comerciantes, lideranças comunitárias, agricultores, educadores e formadores de opinião: vamos somar a esse movimento! Juntos, vamos manter a Paz, trazendo à justiça todos os que desafiarem o direito do verdadeiro cidadão de bem.

E viva Umarizal, a Cidade da Paz!



                                                                                                               APC Erick, O Caçador



DO BLOG: O caderno de domingo é um espaço aberto ao leitor que queira expressar sua opinião sobre o que está acontecendo em nosso município, assuntos relacionados a Política, Segurança, Saúde e Educação. Portanto, esperamos que novos leitores, políticos, professores, policiais, profissionais da saúde ou qualquer pessoa do povo solicite o espaço e faça sua matéria e assine, assim como o Policial Civil Erick, fez. 

Obrigado

José Evaristo Azevedo Carneiro
Editor titular do Blog Umarizal News  
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

11 comentários

Clique aqui para comentários
Anônimo
Administrador
26 de abril de 2015 05:49 ×

parabéns pelo trabalho!

Responder
avatar
Aderbal Felinto
Administrador
26 de abril de 2015 07:43 ×

Nos dias de hoje, podemos voltar a dizer que é bom ser filho de Umarizal, é formidável torcer que essa PAZ reine por muitas décadas, pois bem como falou o "APC Erick, O Caçador" Umarizal tem que voltar a ser a cidade da PAZ, para as autoridades Policiais pelo trabalho que vem desenvolvendo em nosso município. E viva a Pacificação e a Paz de Umarizal, minha cidade Natal.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
26 de abril de 2015 20:41 ×

Infelizmente dependemos também de uma estrutura maior para conter o crime de forma regional e essa estrutura tem que ser apoiada pelo município, estado e da federação. O quê a PM e a APC fizeram para Umarizal neste último ano foi formidável, mas precisamos avançar continuamente no apoio da população e exigir mais e mais dos órgãos municipais e estaduais na logística de trabalho sem isso daqui a um ano estaremos na mesma situação de 2 anos atrás.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
26 de abril de 2015 21:50 ×

A quase exatamente um ano atrás Umarizal pedia socorro, seus filhos derremavam lágrimas, pais preocupados, estudantes, comerciantes, enfim toda a sociedade clamavam PAZ à nossa cidade, as pessoas haviam perdido o direito de liberdade como um simples ato de sentar numa calçada, a cidade foi banhada por sangue, "dominada" por pessoas de má fé, pessoas sem respeito, mal caráter e principalmente entregue ao bandidos, assim Umarizal foi ao ranking das cidades mais violentas do RN. Com tamanha repercussão de crimes, com a população limitada de impunidades, injustiças e tanto sofrimento, Umarizal estava na escuridão... eis que surge uma luz ao fim do túnel, luz essa que veio pra trazer a "carta de alforria" à cidade, trouxe o sossego aos lares e as pessoas de bem, impôs ordem, está com todo fervor num trabalho contínuo de manter a PAZ!
Que luz foi essa?
Uma luz chamada de HOMENS DE BEM, me refiro logicamente a segurança pública.
O trabalho que vem sido feito em nossa cidade é um trabalho merecedor de todo mérito digno possível, homens de honra, de fé, que arriscam suas vidas todos os dias que colocam sua cara a tapa e seu peito a bala pra manter a tranquilidade de nós cidadãos. Nós cobramos muito da polícia, mas cabe a nós ajudar, como disse anteriormente é um trabalho contínuo, mas temos que da apoio aos poucos que se importam com nossa cidade, vamos da forma que pudermos ajudar sim esse trabalho honroso.
Parabéns aos PMs e a PC.
Parabéns senhor Erick- O caçador, certa vez ouvi você dizer que é um cavaleiro de cristo.... E é mesmo siga agindo da forma que está por nossa cidade, orações de todas as formas são feitas em agradecimento a sua chegada em Umarizal.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
27 de abril de 2015 01:22 ×

Parabéns pela iniciativa, vê-se o quanto uma cidade podeusar para melhor. Basta a polícia se colocar como uma instituição de estado, leia-se estado no sentido de que não se deve aceitar influência política e/ou tolerar ações de mando contrário à lei e a ordem! No mais, importante sempre o policial contar com a participação da sociedade e deixar claro que o objetivo é tão somente a promoção da paz!

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
27 de abril de 2015 04:20 ×

Não concordo,agora so,falo isto pois sei que azevedo pela qual eu tenho uma grande admiração pelo seu trabalho,nem vai publicar a,minha postagem,afinal o que temos de combater primeiros é os traficantes.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
27 de abril de 2015 11:36 ×

meus parabens policia militar e civil estar bom de mais agora em umarizal,mais fico com uma duvida se alguns politicos daqui num vai iinterferir ,pois é o que eles sempre fizeram

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
28 de abril de 2015 18:33 ×

existem pessoas aqui em umarizal que preferem que a cidade estivesse como estava pois falam mal dos policiais, principalmente do caçador pois eu acho que ele é o que trabalha melhor.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
28 de abril de 2015 18:41 ×

NINGUEM ENTENDE ESSE POVO POIS QUANDO A CIDADE ESTAVA EM TODAS AS NOTICIAS PRINCIPALMENTS QUE ERA A CIDADE MAIS VIOLENTA DO RIO GRANDE DO NORTE O POVO FALAVA E AGORA ESTAR A MAIS CALMA O POVO TAMBEM FALA VAI ENTENDER OU POVO BURRO. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
29 de abril de 2015 06:49 ×

É verdade amigo. Só quem fala mal do casador são os bandidos e os amiguinhos deles.que dão apoio a esses bandidos.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
2 de maio de 2015 01:01 ×

Sou um pai de família trabalhador e como cidadão vítima da violência que tinha aqui.
Umarizal hoje ta em paz parabéns aos policiais.
Parabéns Caçador pelo trabalho.
E cuidado tem muito bandido de terno querendo lhe tirar daqui.... um abraço

Responder
avatar

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário