Polícia pede ajuda da população para achar outros suspeitos da morte de menina em Muriú

Dois suspeitos já foram presos e três continuam foragidos.


A polícia conseguiu prender dois suspeitos de terem participado da morte da menina Evelin Vitória Pereira Cruz, de apenas 4 anos, em Muriú, mas ainda está a procura de mais três criminosos. Nesta quarta-feira (1º ), a delegada Jamille Alvarenga, titular da Delegacia de Ceará Mirim, concedeu entrevista coletiva para esclarecer a dinâmica do crime ocorrido na noite da última segunda-feira (30).

Durante a entrevista, ela destacou que a colaboração da população é muito importante para a localização dos outros três suspeitos que estão foragidos. Quem tiver alguma informação acerca do crime pode denunciar através do Disque Denúncia da Secretaria de Segurança Pública, pelo telefone 181, ou ainda pelo aplicativo whatsapp, no número (84) 8149-9906. A privacidade do denunciante será mantida em sigilo.

Delegada Jamille Alvarenga

Ainda de acordo com a delegada, assim que a Polícia teve conhecimento do crime, durante a madrugada da terça-feira, passou a realizar diligências em conjunto com a Polícia Militar a fim de localizar os suspeitos. De acordo com Jamille, a mãe da criança - que também foi atingida, mas estava consciente - passou os nomes de cinco suspeitos para a Polícia. Além disso, diversas denúncias anônimas foram recebidas informando o paradeiro dos criminosos.

Através das denúncias foram localizados dois suspeitos no início da tarde de terça-feira (31), em uma estrada carroçável no Distrito de Aningas. Segundo Jamille, a dupla estava tentando fugir da polícia.

Jamille Alvarenga esclareceu que a mãe da criança já estava sendo ameaçada e que, inclusive, um dos suspeitos havia ido na casa dela fazer ameaças em nome de um presidiário, que possivelmente chefia o tráfico de drogas na região.

Apesar de a mãe da criança receber ameaças diretas, em seu depoimento ela disse à Polícia que os bandidos falavam que poupariam seus filhos, mas para Jamille da forma como o crime foi executado ficou claro que eles não estavam preocupados com quem iriam atingir, "Os criminosos arrombaram as portas e as janelas da casa e dispararam para todos os lados", disse a delegada.

O pai da criança que foi morta no crime ainda não foi localizado pela Polícia. De acordo com Jamille, em seu depoimento, a mãe da criança disse que o marido não estava em casa no momento do crime, porém testemunhas afirmam o contrário. A Polícia investiga se na casa em que o crime aconteceu funcionava um ponto de venda de drogas.

*Portal BO
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário