Polícia procura suspeito de matar companheira com 12 facadas

O crime aconteceu no município de Lagoa Salgada na segunda-feira de carnaval


Policiais civis da cidade de Monte Alegre que investigam a morte da babá Ana Catarina Valentim da Silva, de 19 anos, já deram início as buscas ao homem suspeito de ter matado a jovem com doze golpes de faca, na tarde da segunda -feira de carnaval, no mês de Fevereiro, no município de Lagoa Salgada, distante 67Km de Natal. Segundo a família da vítima, “Kaka”, como era mais conhecida, foi morta por causa do ciúme do ex-companheiro Luiz Antônio Felix do Nascimento de 49 anos, que fugiu logo após o fato.

O crime aconteceu por volta das 17h na casa onde Ana Catarina trabalhava cuidando dos filhos da moradora. Testemunhas relataram a polícia que suspeito chegou pedindo água, mas no momento que a ex-mulher se aproximou ele desferiu vários golpes de faca, atingido principalmente o peito da jovem. Ferida a babá foi socorrida para uma unidade médica da cidade e em seguida para o hospital Deocléio Marques onde lutou pela vida durante quarenta dias.

De acordo com a irmã de Ana, que terá o nome preservado, a vítima já estava separada há seis meses, mesmo assim Luiz não aceitava a separação e prometia matá-la caso ela não voltasse para ele. “Ele sempre dizia que se não era para ela não ser dele também não seria de mais ninguém. No dia que ela foi ferida, mesmo sem forças, minha irmã disse que tinha sido ele, falando isso várias vezes para mim e para as pessoas que estavam lá”, disse.

A reportagem do PortalBO entrou em contato com o chefe de investigação do município de Monte Alegre, Maycon Cardoso e foi informada que o suspeito já está sendo procurado pelo fato de que para a justiça Luiz Antônio é considerado foragido. Qualquer informação do paradeiro e Luiz a polícia orienta denunciar pelo telefone 181.

*Portal BO
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário