Família reclama descaso com o detendo da Cadeia Pública de Mossoró que morreu no Hospital na manhã de hoje.

A família de João Paulo Fernandes, 30 anos de idade, que se encontrava preso na Cadeia Pública de Mossoró há 13 dias e morreu na manhã de hoje, 19 de maio, no Hospital Tarcísio Maia, reclama de descaso da direção com o mesmo que necessitava de cuidados médicos. 



Um pouco da História: 

João Paulo foi preso em maio de 2013 acusado de participar de um assalto a agencia dos correios na cidade de Grossos. Ele passou seis meses detido e foi colocado em liberdade. 

Há 13 dias a Justiça decretou sua prisão e recomendou regime semiaberto, mas ele ficou detido na cadeia Pública em cela coletiva “Triagem”. Quando João Paulo foi preso, estava tratando um problema sério de saúde e necessitava de cuidados médicos específicos, com horários certos de medicação e ambiente adequado. 

A família reclama que a direção do presidio não permitiu que ele ficasse em local com acesso ao tratamento recomendado e recebia apenas os procedimentos disponibilizados pelo sistema carcerário. 

Talita Gomes, esposa foi informada que João Paulo no sábado à noite foi levado às pressas ao Tarcísio Maia e a família não tomou conhecimento. Na manhã de hoje, estava prevista uma visita ao médico para uma endoscopia, mas seu estado de saúde se agravou, foi levado às pressas e morreu no Hospital. 

A diretora da Cadeia Aurivaneide Lourenço, informou que o tratamento dado a João Paulo era o mesmo dado aos demais presos e como sua prisão foi uma recomendação da Justiça Federal, não podia fazer diferente. Aurivaneide disse ainda, que a família estava tentando através de advogados uma prisão domiciliar para João Paulo continuar seu tratamento de saúde fora do presidio.


*O Câmera
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário