Juiz proíbe entrada de novos presos na maior penitenciária do RN

Além de Alcaçuz, Presídio Rogério Coutinho Madruga também foi interditado.
Juiz fixou multa de R$ 1 mil por cada preso que ingressar nas unidades.

Penitenciária de Alcaçuz não pode receber novos presos (Foto: Marksuel Figueredo/Inter TV Cabugi)

O juiz Ricardo Arbex, da comarca de Nísia Floresta, determinou que a direção da Penitenciária Estadual de Alcaçuz e do Presídio Rogério Coutinho Madruga não receba novos presos até que seja atingida a capacidade de cada unidade. A decisão foi baseada em um requerimento ministerial que foi feito a partir de estudos e vistorias nas unidades prisionais e constatou superlotação nas prisões.

A Penitenciária de Alcaçuz, maior do estado, tem capacidade para 620 presos e está atualmente com 1 mil apenados. Já o Presídio Rogério Coutinho Madruga tem 4012 vagas e 490 apenados. Na decisão, o juiz estabeleceu uma multa de R$ 1 mil "ao diretor do estabelecimento prisional e ao coordenador do sistema prisional por cada apenado que ingresse sem a devida autorização judicial".

"Recebi a decisão e já estou cumprindo. Ontem mesmo (terça-feira) eu já devolvi dez presos que viriam pra cá", disse Eider Brito, diretor de Alcaçuz.

O juiz Ricardo Arbex explicou que a interdição é parcial, já que as unidades continuam funcionando normalmente e não houve determinação para transferências. "Eles não podem mais receber apenados, mas o que estão lá permanecem. O objetivo é que as unidades tenham o número de presos correspondente à capacidade de cada uma", afirmou o magistrado.

A assessoria da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) informou que o governo do estado vai recorrer da decisão.

Rebeliões

Várias unidades prisionais do estado foram destruídas na série de rebeliões que aconteceu de 11 a 18 de março deste ano. A Penitenciária de Alcaçuz e o Presídio Rogério Coutinho Madruga estão entre as unidades que foram alvos de depredação. As unidades também registram as duas maiores fugas de presos da história do RN. Em janeiro de 2012, 41 presos fugiram do Presídio Rogerio Coutinho Madruga. Já em abril deste ano, Alcaçuz registrou uma fuga de 32 presos no dia 6 e outra de 35 presos no dia 22.

*G1/RN
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário