População não quer presídios em sua cidade, mas quer que polícia prenda bandidos

Se novas cadeias não forem construídas urgentemente, não vai ter quem segure a criminalidade.


O Rio Grande do Norte vive um dilema: as pessoas pedem e repetem a todo momento que a polícia precisa prender mais bandidos, mas, por outro lado, ninguém quer o Estado construa presídio em sua cidade. E, agora, para onde serão levados os presos potiguares?

Se Miguel Mossoró fosse o governador, talvez ele construísse aquela ponte ligando Natal a Fernando de Noronha e no meio do caminho construísse um presídio em alto mar. Seria realmente interessante...

Recentemente, os políticos e moradores de Ceará-Mirim fizeram barulho para evitar que as obras de uma Cadeia Pública fossem iniciadas na cidade. As obras até começaram, mas já foram suspensas judicialmente por causa de um imbróglio envolvendo o terreno, que havia sido dado pela Prefeitura e, depois, o prefeito quis tomar para que a cadeia não fosse construída e, agora, parece que o terreno nem da Prefeitura era.

Agora, o Estado corre o risco de perder uma verba federal de R$ 14,7 milhões porque as obras não estão sendo executadas.

Nesta quarta-feira (27), os vereadores de Parnamirim aprovaram um projeto de lei que proíbe a construção de presídios no perímetro urbano do município. Com certeza, os representantes da Câmara Municipal de Parnamirim estão fazendo isso para antecipar o discurso eleitoral, caso o Governo fosse, futuramente, construir uma cadeia na cidade.

O argumento dos vereadores é que a lei é para garantir a segurança da população. Ora, então quer dizer que a população se sente mais segura com bandidos soltos do que com bandidos presos?

O que a população precisa entender é que presídio é um “mal” necessário. Infelizmente, ou se constrói cadeias novas ou a violência irá sim aumentar. Entendo que os moradores de uma cidade se preocupam com os índices de fugas, mas isso acontece justamente porque as atuais cadeias do RN já estão entupidas de presos e suas estruturas não comportam mais nenhum detento.

O déficit no sistema penitenciário é de mais de três mil vagas. Se novas cadeias não forem construídas urgentemente, não vai ter quem segure a criminalidade em nosso Estado. Mas, se pensarmos bem, talvez seja isso que a maioria dos políticos queiram mesmo. É a velha teoria do quanto pior melhor.

*Portal BO
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário