De acordo com a Polícia Civil, “Dão” e outros 4 comparsas lideram grupo que mata e rouba em Caicó

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte, deflagrou nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (22), a “Operação Dominó”, para dar cumprimento a 15 mandados de prisão contra pessoas detidas em presídios do Estado e outros 9, contra pessoas que estavam em liberdade. Dos que estavam na rua, foram cumpridos 6. Os outros, são considerados foragidos. 


De acordo com o delegado da Regional de Caicó, Helder Carvalhal, foram 8 meses de investigação realizada pela Polícia Civil. Ao longo dos meses, foram identificadas cinco pessoas que aparecem como principais articuladores de uma organização criminosa que promove assassinatos, roubos e furtos na região do Seridó. 

A delegada Sheila Maria Freitas, diretora da Divisão de Investigação e Combate ao Crime Organizado – DEICOR, disse que o tráfico de drogas é uma das motivações para os crimes, mas, existem outras questões motivadoras. Segundo ela, cinco presos foram identificados como sendo líderes. São eles: João Francisco dos Santos “Dão”, Petrucio Raylander dos Santos “Guiguiu”, Lucas Daniel da Silva “Galegal”, Gabriel Morais “Gabriel Pesadão”, Vaniclébio Bismarque da Silva “Jorginho” e Joelson Morais de Araújo “Gugu”. Todos estão recolhidos em unidades prisionais do Estado. As ordens partiam de dentro dos presídios de Alcaçuz em Nizia Floresta, Penitenciária Estadual do Seridó em Caicó e Mário Negócio em Mossoró. 

“Caicó vinha passando por uma situação difícil nesses últimos dias. Nunca tinha tido nada parecido com isso. A Polícia só vai sossegar quando colocar todos essas pessoas envolvidas nos crimes, atrás das grades. Na Operação, ainda houve a apreensão de dinheiro, drogas, arma de fogo, motos e celulares. Existe, hoje, uma globalização do crime. A pessoa, ela não só trafica. Na verdade, ela trafica, mata, rouba, então essas pessoas que foram presos hoje, muitas delas praticaram todas as essas ações“, contou Sheila. 


A operação, fruto de uma investigação que durou cerca de 8 meses da Polícia Civil, capitaneada pela Delegada Mariana Diógenes. Ao todo foram expedidos 34 mandados de prisão pela Justiça e 18 mandados de busca e apreensão. 

Na investigação nós identificamos que existe uma verdadeira organização criminosa atuando em Caicó e região. Esse grupo está comandando crimes como homicídios, roubos e tráfico de drogas. Identificamos mais de 44 integrantes desse grupo e hoje nós conseguimos tirar 6 deles de circulação em Caicó. Os demais membros já estavam detidos em presídios“, disse o delegado Helder Carvalhal. 

Sobre as 20 mortes ocorridas em Caicó no primeiro semestre deste ano, o delegado Carvalhal disse que a Polícia Civil, já tem 50% das autorias definidas. Agora, segundo ele é preciso aprofundar as investigações. 

Diversas equipes estiveram participando da operação. O delegado Lenivaldo Pimentel, disse que foram empregadas equipes da Ceiopaer, Deicor, PM, e diversas delegacias regionais. 

O comandante da PM em Caicó, Coronel Romualdo Borges, disse que o trabalho foi feito em parceria pelo bem da sociedade. Ao todo, foram empregadas 41 viaturas da PM e 162 policiais. A Polícia Civil, empregou 120 policiais civis. 

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário