Detento se nega a sair de presídio no RN; Avisou que ia voltar, diz diretora



Um fato inédito chamou a atenção dos que estavam no presídio Provisório Professor Raimundo Nonato na manhã desta quinta-feira (20). Ao ser liberado, um detento, de aproximadamente 20 anos, se recusou a deixar a unidade prisional e teria avisado que iria voltar. 

A cena foi presenciada pela diretora da unidade Dinorá Simas, e demais agentes penitenciários.

Momentos depois, o já ex-detento assaltou uma pessoa em frente a unidade e foi levado para a delegacia. 

Surpresa com a atitude do preso, Dinorá informou que o documento chegou a unidade nesta quinta, quando os agentes forama avisá-lo sobre a soltura, ele não quis nem sair da cela, depois quando chegou à secretaria para ser liberado, rasgou o documento e teve que ser levado a força para fora do presídio. 

Segundo o relato da diretora, o homem ficou sentado por um período na calçada em frente ao presídio, logo depois, ele teria cometido um assalto contra a esposa de uma advogado que passava no local e foi preso novamente. 

De acordo com Dinorá, o homem teria dito ao vice-diretor da unidade, "Eu não falei que ia voltar?". 

A polícia militar conduziu o homem para a 12ª delegacia de Polícia Civil de Natal, no conjunto Santarém, no bairro do Potengi, na Zona Norte da capital potiguar.

Com informações do Portal G1
*Mossoró Hoje
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

1 comentários:

Clique aqui para comentários
Anônimo
Administrador
21 de agosto de 2015 08:51 ×

Olá amigo, Seja o primeiro a comentar ou alertar: Um fato preocupante está acontecendo na nossa cidade e não vejo ninguém comentar ou se pronunciar a respeito. É todos os dias sabemos de informações que Varias pessoas em diferentes pontos da cidade, estão sendo vítimas de Escorpiões. Pelo que se sabe já se somam entre 06 ou mais vítimas só este mês. Um fato preocupante, pois felizmente até agora, só adultos foram picados, imagine se acontecer com crianças? Por isso entendo que uma mateira deste assunto não pode ficar sem divulgação, para pelo menos alertar Pais, Professores, Crianças etc. e saberem o que fazer em casos de serem picados e como podemos evitar ou amenizar tais incidentes. Como o município está lidando com isto? Os postos de saúde estão preparados para uma possível epidemia? Pois sabemos que com o tempo seco, e o desmatamento, aumente-se a probabilidade de haver reprodução e aumento significativo deste animal, que se refugia na maioria das vezes em residências. Fica a alerta.

Anônimo
Responder
avatar

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário