Laudo de balística mostra que tiro que matou gerente de lavanderia não partiu das armas da PM, nem do suspeito

João Maria da Silva foi morto no mês julho e polícia deverá pedir nova análise de armas de outros policiais


O laudo de balística realizado pelo Instituto Técnico e Científico de Polícia em quatro armas tipo pistola calibre ponto 40 usadas pelos policiais do Batalhão de Choque durante um flagrante de um assalto a uma lavanderia, na tarde do dia (3) de julho, em Ponta Negra, deu negativo. A arma utilizada pelo suspeito de cometer o assalto também foi analisada pelos peritos do ITEP e segundo o resultado, também não partiu dela o tiro que matou o gerente do estabelecimento João Maria da Silva, de 35 anos.

O delegado Fábio Rogério, titular da Dehom, preside o inquérito que apura a morte de João Maria, ele pedirá perícias das armas de outros policiais que estavam na ocorrência e de uma possível pessoa ainda não identificada para assim identificar o autor do disparo. “Temos que identificar a autoria do disparo que vitimou o gerente, mas para isso eu preciso ter resultados de perícias de todas as armas utilizadas pelos policiais que estavam na ocasião e de quem estava armado no local, já que essa primeira análise não foi possível”, disse.

A reportagem do PortalBO conversou com a ex-funcionária da Lavanderia presa no dia do assalto suspeita de ter passado informações sobre a rotina da empresa para o autor do crime, Genilson Antônio do Nascimento, custodiada no CDP de Emaús, Bianca Souza de Lima, de 19 anos negou as acusações e disse que era pressionada pelo namorado, cunhado de Genilson a dizer detalhes sobre a lavanderia. “Ele me perguntava sempre sobre as câmeras do local e do movimento de pessoas e onde estaria o cofre, mas eu nunca disse nada”, relatou.

O comando da Polícia Militar informou que aguarda a conclusão do inquérito e espera que tudo seja esclarecido de forma que o responsável pela morte do gerente pague na forma da justiça pelo ocorrido. Genilson Antônio, autor do assalto, era fugitivo do presídio Estadual de Alcaçuz, ele continua preso.

SÉRGIO COSTA / PORTAL BO

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário