Polícia encontra objetos de vítimas de estupros com suspeitos detidos

Capacetes e documentos foram encontrados, bem como facas e roupas usadas pelos criminosos.


A Delegacia Geral da Polícia Civil realizou uma coletiva de imprensa, nesta quinta-feira (20), para apresentar o resultado da operação “Vênus de Milo”, que conseguiu prender Alexsandro do Nascimento, de 22 anos, e apreender dois adolescentes de 17 anos que são suspeitos de terem estuprado três mulheres em Natal.

A investigação conduzida pela Delegacia Especializada em Defesa da Mulher (Deam) Zona Sul contou com o apoio da Deam Zona Norte e o trabalho da Delegacia Especializada em Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (Deprov), pelo fato dos suspeitos terem subtraído motocicletas dos homens, que estavam com as mulheres que foram estupradas. Uma coletiva de imprensa, realizada na sede da Delegacia Geral de Polícia Civil (Degepol), detalhou os detalhes da Operação, no final da manhã de quinta.

Os dois adolescentes, que são irmãos gêmeos, e Alexsandro foram detidos no bairro de Felipe Camarão, quando estavam em uma residência. “Hoje, a Polícia Civil dá uma resposta à sociedade e mostra que sempre estivemos empenhados para a resolução deste caso. Durante a investigação, tivemos que guardar sigilo para não atrapalhar o trabalho das delegacias envolvidas”, detalhou o delegado-geral de Polícia Civil, Stenio Pimentel.

“Chegamos até os suspeitos com o trabalho integrado de várias técnicas de investigação, ouvimos testemunhas, conseguimos informações valiosas fornecidas pela população que foram nos levando até a casa dos suspeitos. Além disto, o trabalho da Deprov foi fundamental para encontrar mais pistas que nos conduziram ao grupo”, detalhou a delegada Michelle Alcântara Dias Porto de Barros, titular da Deam Zona Sul.

A Deprov entrou na investigação logo após o primeiro caso de estupro e o roubo da motocicleta. “Começamos a interagir com as delegadas da Deam, pois sabíamos que unindo esforços, conseguiríamos resultados exitosos em poucos dias”, afirmou o delegado titular da Deprov, Márcio Delgado Varandas.

“Nas casas dos suspeitos conseguimos encontrar objetos que eram das vítimas, como um capacete e documento de uma delas. 
Além disto, as vítimas também reconheceram uma bota que foi usada por um dos suspeitos no dia dos crimes”, afirmou a delegada Michelle Alcântara Dias Porto de Barros.
A delegada titular da Deam Zona Norte, Ana Paula Diniz Lima, relatou que as três vítimas do estupro reconheceram os três homens como sendo os autores do crime e que elas não têm dúvidas de que foram eles os autores. “Quando levamos os homens para que fossem reconhecidos, elas não tiveram dúvidas. Uma delas chegou até a passar mal quando viu o grupo”, afirmou a delegada.

O delegado-geral Stenio Pimentel deixou claro que a ajuda da população foi fundamental. “Muitas pessoas, quando viram o retrato falado feito pelo nosso policial civil Ranulfo Filho , nos enviaram informações valiosas para encontrar os suspeitos”, ressaltou o delegado. As investigações sobre a atuação dos três suspeitos na prática de outros crimes ainda será feita. De acordo com a Polícia Civil, um dos adolescentes já praticou ato infracional análogo ao crime de homicídio.



*Portal BO
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário