Briga de facções criminosas na Cadeia Pública de Caraúbas termina com quatro mortos


Uma briga envolvendo membros do Primeiro Comando da Capital “PCC” e integrantes do Sindicato do Crime do Rn, terminou com quatro detentos mortos e quatro feridos, na Cadeia Pública de Caraúbas, região Oeste do Rio Grande do Norte. 

O que teria provocado a revolta nos detentos do PCC, foi uma sessão de espancamento provocada pelos detentos do Sindicato do RN a um detento conhecido como Raí Bezerra de Menezes, de 20 anos, que supostamente pertence ao PCC. 

Na tarde de ontem, 15, Raí pediu para trocar de pavilhão e enquanto não foi colocado no pavilhão solicitado, ele foi levado para o setor de triagem, onde se encontravam 08 detentos do Sindicato do RN. 

Com a notícia do espancamento do colega de facção, os presos do PCC se revoltaram, quebraram as grades de algumas celas e invadiram o setor onde se encontravam os inimigos e mataram os quatros principais envolvidos no espancamento e feriram os outros quatro que se encontravam no local. 

Foram mortos

João Paulo Silva Dias, 38 anos de idade, representante de vendas, natural de Mossoró, residia na Rua Boa Esperança no Conjunto Santa Delmira em Mossoró. Ele cumpria pena acusado de assalto na região de Apodi e estava na cadeia de Caraúbas desde o dia 24 de dezembro de 2014. 

Gledstone Clementino Araújo, 36 anos de idade, pedreiro, natural de Campo Grande no RN, residia na Rua Tabelião João Pinheiro, na cidade de Janduis. Ele cumpria pena por assalto na região de Lagoa de Dantas e estava na cadeia desde o dia 11 de agosto de 2014, vindo da penitenciária de Alcaçuz. 

Antônio Edigleidson Souza, "Ceará" 37 anos de idade, desempregado, natural de Maranguape no estado do Ceará, residia na Rua Antônio Rafael da Silva em Messias Targino. Ele estava preso acusado de tráfico de droga na região de Patu, desde o dia 24 de abril de 2014. 

Genilson Bezerra de Oliveira, 37 anos de idade, Pintor, natural de Ipanguaçu, residia na Rua Assú na cidade de Assú, Ele estava na Cadeia de Caraúbas desde o dia 25 de junho de 2014, onde cumpria pena acusado de homicídio no bairro de Ponta Negra em Natal.


Os quatro detentos feridos foram levados para o Hospital Público de Caraúbas. Dois deles sofreram ferimentos leves e no final da tarde já estavam de volta na cadeia. Os outros permanecem no hospital, mas segundo informações não correm riscos de morrer. 

São eles

Valdécio Henrique Câmara 
Nelson Rodrigues Filho 
Alexandre Felício 
Francisco John Leno Sales de Oliveira. 

Atualmente, o presídio de Caraúbas tem capacidade para 152 presos em condições normais, mas atualmente possui 163 detentos, divididos em dois pavilhões. 

O caso será investigado pelo Bacharel Erick Gomes de Polícia, da Delegacia de Caraúbas.





*OCâmera
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário