Justiça afasta mais uma vez o prefeito de Umarizal e decreta bloqueio dos bens


O juiz Breno Valério Fausto de Medeiros, de Umarizal, decretou neste dia 8 de setembro um novo afastamento do prefeito Carlindson Onofre Pereira Melo, o Mano Onofre, e de outros nove da Prefeitura de Umarizal (município tem 10,9 mil habitantes), atendendo pleito do Ministério Público Estadual.

Mano Onofre já estava afastado do cargo desde julho passado (decisão na esfera criminal), quando o Ministério Público Estadual com apoio da Policia Civil, realizou a operação "Negociata", através da qual foi descoberto que o prefeito e “aliados” deixaram prejuízo superior a R$ 2 milhões públicos do município.

Além de decretar o afastamento do cargo de prefeito ou qualquer outra função pública que esteja exercendo, o juiz Breno Valério também decretou bloqueio dos bens do Mano Onofre até o valor de R$ 200.692,95. Mano já tentou várias vezes retornar ao cargo e não conseguiu. As provas são fortes.

Os outros nove envolvidos no engenhoso esquema de desvios de recursos públicos, segundo destacou o Ministério Público Estadual, são:

1 - José Rogério de Sousa Fonseca, que está em prisão domiciliar

2 – Vilma Fernandes de Sousa

3 - Francisco Edivan de Oliveira

4 – Josberto de Sousa Oliveira

5 – Abimael Thiago Bezerra de Melo

6 - Bruno Werton Bezerra Leal

7 - Marinaldo Amâncio da Silva Junior

8- Ildeneide Pereira de Medeiros

9 Mauri Célio Moraes

Deste nove réus no processo, o juiz Breno Valério decidiu bloquear bens até o valor de 1.434.100,00. José Rogério e a mulher Vilma Fernandes, ex prefeito e ex primeira dama de Umarizal, teriam comandado o esquema fraudulento para ter dinheiro para eleger o sucessor Mano Onofre

O golpe consistia em juntar pessoas que trabalhava e não trabalhava na Prefeitura de Umarizal para, usando contracheque falso, fazer empréstimos no Banco Gerador S/A. Como a pessoa não existia e não havia feito o empréstimo, a Prefeitura terminava por pagar a conta. Foi o que aconteceu.

Todo o esquema foi descoberto e durante a Operação Negociata não restou dúvidas diante da documentação apreendida pelos policiais e os promotores de Justiça com os investigações. Os depoimentos apenas clareou mais. Com o afastamento de Mano Onofre, continua no cargo o vice prefeito Marcos Fernandes.

Da redação do Mossoró Hoje
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

1 comentários:

Clique aqui para comentários
Anônimo
Administrador
11 de setembro de 2015 10:31 ×

O arrependimento de Rogerio Fonseca deve ta grande, pq ele usou o dinheiro para eleger Mano Onofre, a primeira coisa que Mano fez quando ganhou foi dar um pé na bunda dele, e agora lascou-se com a ressaca do desvio, Mano tem as costas quentes com a justiça, todos sabemos o porque, mas Rogerio, abandonado por todos jogou a pá de cal sobre sua cova politica.

Anônimo
Responder
avatar

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário