Pau dos Ferros: Robinson Faria sente a força do movimento grevista da UERN


O Governador Robinson Faria, hábil em escapar de críticas dos servidores da Uern, que estão em greve há quase 110 dias, não conseguiu se esquivar dos docentes, técnicos e estudantes durante a noite de ontem na Feira Intermunicipal de Educação, Cultura, Turismo e Negócios do Alto Oeste Potiguar (Finecap), realizada na cidade de Pau dos Ferros.

De forma muito semelhante à ex-governadora Rosalba Ciarlini, que levou em Pau dos Ferros uma das maiores vaias de sua carreira política, Robinson foi recepcionado à base de muitos protestos e críticas dos servidores. De acordo com o professor Flaubert Torquato, que esteve na manifestação, o Governador foi pego de surpresa pelos grevistas.

“Aguardávamos o governador, quando o mesmo estava se aproximando da entrada dos stands começamos com nossos apitos e palavras de ordem. Ele veio então em nossa direção. Foram aproximadamente 20 minutos de conversa. Fomos enfáticos nas cobranças pela resolução da greve. Ele falou que o impasse estava perto de ser solucionado. Foi muita pressão”, narrou Flaubert.

Segundo os manifestantes, Robinson foi questionado sobre o porque de tanta demora em resolver o impasse na Uern. O Governador conversou com os servidores e se comprometeu em resolver a situação. Para o presidente da Associação dos Docentes da Uern (Aduern), Valdomiro Morais, a manifestação provou que o movimento grevista da universidade está mais forte do que nunca e não será vencido pelo cansaço.

“A Uern é uma universidade espalhada pelos quatro cantos deste estado, e em todos estes locais temos docentes, técnicos e estudantes revoltados com a falta de resolução para esse impasse. Robinson tem evitado nos encontrar, mas sabemos que seria difícil se esconder por muito tempo” destacou Valdomiro. 


*Aduern.org.br
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário