UMARIZAL-RN: Doente mental agride Policiais Militares, é atingido na perna e em seguida imobilizado e socorrido

O fato aconteceu por volta das 10:00 horas na rua dos Cactus, no bairro São José. 

Foto: WhatsApp
Informações dão conta de que os familiares do doente mental Cicero Inácio Gomes, chamaram a Polícia Militar para conduzi-lo até o posto de saúde para tomar as medicações, o qual se negava a fazer a vários dias, e assim seus problemas estavam se agravando. 

No momento da chegada dos policiais o senhor Cícero não atendeu ao apelo dos mesmos, e ainda agrediu-os com um pedaço de madeira. Nesse momento os policiais tiveram que efetuar alguns disparos de arma de fogo para o alto, mas como ele estava irredutível e continuava agredindo os policiais com uma fúria incontrolável, um dos policiais teve que atirar em uma das pernas do mesmo e foi quando os imobilizaram e o socorreram para o posto de saúde.

Doente mental já imobilizado
Foto: WhatsApp

Mas informações em instantes...
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

27 comentários

Clique aqui para comentários
Anônimo
Administrador
27 de outubro de 2015 21:07 ×

Azevedo, você como um policial experiente e verdadeiro.
Esse é o procedimento policial padrão quantos vai lidar com um comprovado doente mental?
A ação foi proporcional? Foi necessário? foi razoável?
Quantos policiais para conter um doente mental com um pedaço de madeira?
Do alto da minha ignorância, acho que foi um grande excesso. Eu sei que não é fácil, só quem estava lá pode dizer como foi, mas quando alguém se propõe a entrar na polícia já é pra saber que não é fácil.
Não quero te colocar como um avalidor dos seus colegas, mas poste isso pra saber se só eu penso assim.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
27 de outubro de 2015 22:32 ×

Caso complicado!
Só quem sabe e quem sente a agonia nesse momento de aflição! O que não poderia ocorrer era o louco matar o policial.
Difícil essa situação.

Responder
avatar
Azevedo Carneiro
Administrador
27 de outubro de 2015 23:50 ×

A questão é bem simples, se houve algum erro por parte da polícia, foi bem no princípio do acontecido, mas quando ao disparo que atingiu a perna do elemento, foi legítimo. Segundo informações do policial Militar que teve que usar esse artifício, o doente mental partiu pra cima do Sargento Flávio, e com uma paulada no tornozelo o derrubou e depois ainda bateu em sua cabeça com o porrete de madeira. Depois desse fato, o Soldado Silva Belo tentando defender o Sargento, foi também agredido com o porrete de Madeira, o qual caiu no chão e o Doente passou a bater com o pau em sua cabeça, chegando a jorrar sangue pelo chão. Depois desses fatos, o Policial que atirou legitimamente no pé do mesmo, só fe isso porque era o ultimo recurso, pois se ele não fizesse, o policial Silva Belo seria morto a golpes do porrete de madeira.

Só sabe o que está acontecendo quem está no momento da ocorrência, opinar irresponsavelmente usando o anonimato eu não vou publicar, até porque sou policial a 28 anos e sei o que é enfrentar um louco descontrolado.

Responder
avatar
Azevedo Carneiro
Administrador
27 de outubro de 2015 23:57 ×

Será que se um dos policiais tivesse sido morto existia tanta gente preocupada assim?
O importante pessoal é que o doente mental está vivo e bem, porque se fosse um policial descontrolado com uma arma na mão no momento, teria atirado pra matar.

Até a familia do doente deu apoio ao policial que atirou, esses estavam vendo tudo e sabem que Cícero é violento e perigoso.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
28 de outubro de 2015 11:33 ×

O ser humano tem horas que se passa por despercebido. Quer dizer que matar o delegado e o policial de porrada não tinha nada era normal?Qdo a família chamou a polícia é pq estava com medo que o mesmo os matasse.É muito complicado as pessoas fazem que não entendem.Querem saber se atingem um e outro enquanto a família ente deu que teria que ter acontecido.Meu povo vamos deixar de dizer as coisas com quem está trabalhando.Vamos analisar antes de falar mal.Se coloque no lugar do delegado e do soldado..

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
28 de outubro de 2015 12:44 ×

Acho que faltou ferramenta de trabalho, tipo: spray de pimenta, bala de borracha, ou ate mesmo arma de choque. mas acho um pouco de habilidade, poxa eram 03 policiais para conter 01 descontrolado, no meu entendimento dava sim

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
28 de outubro de 2015 14:39 ×

Azevedo cada um tem sua opinião mas eu acho que vc está equivocado na sua posição sou admirador do seu trabalho mas acho que houve exagero por parte dos policiais boa tarde

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
28 de outubro de 2015 14:54 ×

o louco pode matar opolcial morre i ai voce diz o que

Responder
avatar
Azevedo Carneiro
Administrador
28 de outubro de 2015 17:43 ×

Tem gente comentando tanta bobagem que eu acho que é uma pessoa só que não gosta de minha pessoa. Amigo(a) seja pelo menos honesta com você mesmo, pelo menos saberei que você é, então o colocarei no meu caderninho de inimigos.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
28 de outubro de 2015 22:06 ×

Azevedo, pois eu gosto da sua pessoal, admiro o seu trabalho e acho que não precisava disso.
Mesmo sabendo eu que você jamais terá imparcialidade quando se diz que um colega seu errou, sempre.
Arma de fogo é pra ser o último recurso. Como é que dois, ou mais homens preparados não consegue conter um doido com um pau? Enquanto ele batia em um, o outro o segurava.
Então diga logo que a gente tá lascado com os homens que são pra enfrentar o mal e nos proteger.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
28 de outubro de 2015 23:10 ×

Azevedo, hoje não me encontro mais em Umarizal estou em outro estado, é um caso complicado mas a polícia do estado do rn não tem armas de choque? Splay de pimenta? É porque concerteza esse caso assim como outros iram morrer por si mesmo. Mas a polícia de Umarizal está lenta talvez seja pela remuneração, mas falta vontade, em Umarizal é possível ver PMS assima do peso , e se for o caso de correr ?

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
29 de outubro de 2015 02:05 ×

Eu já tive o desprazer de atender esse "doente mental" enquanto técnica em enfermagem E eu pude comprovar quão perigoso ele pode ser.
Dessa forma eu acho Que os policiais erraram porque demoraram a tirar.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
29 de outubro de 2015 02:06 ×

Eu já tive o desprazer de atender esse "doente mental" enquanto técnica em enfermagem E eu pude comprovar quão perigoso ele pode ser.
Dessa forma eu acho Que os policiais erraram porque demoraram a tirar.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
29 de outubro de 2015 02:10 ×

Azevedo ignore certos comentários.
Isso com certeza vem de uma um analfabeto que nao sabe nem o q ta falando.
Se um policial tivesse sido morto nessa ação esse mesmo imbecil ia dizer que umarizal tem um policiamento sem moral.
Portanto continue postando o que vc deve que acha..
Pois tem gente que só serve pra criticar e pessoas assim não acrescenta em nada.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
29 de outubro de 2015 08:52 ×

Esse cara tenhe que a justica autorizar fazer um quarto com grade pra ele ficar presso

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
29 de outubro de 2015 09:03 ×

Os policiais de Umarizal tem mostrado muita disposição, não me lembro em qual tempo foi tão atuante, mas dessa vez exagerou.
Se o efetivo de três homens nessa ocorrência não é o suficiente para segurar um doido sem atirar não dá para entender.
Mas agora estou confortavelmente deitado e de longe, fica fácil dizer como é pra fazer. Quem estava acoado e com a integridade física pensa diferente. Mesmo assim acho que foi excesso e despreparo. Poderia ter usado bastões, poderiam ter se afastado pra não receberem pancadas e pensado em outra estratégia. Uma moça do comentário anterior disse que era tec de enfermagem e que já o atendeu, ela diz que não entende porque demoraram para atirar. Ela atirou? Se não atirou e atendeu é porque não precisava.
Parabéns a polícia por tudo que vem tentando fazer em nossa cidade e pela vontade de fazer mais. Nunca ouvi falar de serem corruptos, ou se negarem. Mas dessa vez, observando de longe se excederam.

Responder
avatar
Azevedo Carneiro
Administrador
29 de outubro de 2015 11:51 ×

Não publico e pronto. Agora chore!

Responder
avatar
Azevedo Carneiro
Administrador
29 de outubro de 2015 11:52 ×

Se você se sente cidadão de bem e quer dar sua opinião denegrindo alguém, dê sua cara a tapas, não se esconda por trás do anonimato.

Revele sua identidade que se você falar mal de Deus eu publico.

Responder
avatar
Azevedo Carneiro
Administrador
29 de outubro de 2015 11:54 ×

Outra coisa, eu recebi as imagens através das redes sociais. Eu não fui nem mesmo ao local do ocorrido, então cresça para saber pelo menos opinar.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
29 de outubro de 2015 13:11 ×

As pessoas de umarizal gosta muito é de criticar, quando é para ajudar à polícia ninguém sai do anonimato e denuncia coisa alguma, mesmo sabendo da verdade,povo pobre de espírito. Por isso dou nota mil,para Azevedo , doa à quem doer......

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
29 de outubro de 2015 22:27 ×

Azevedo, parabéns pelo blog e por suas opiniões. As vezes não concordo com algumas coisas que você diz, mas sempre as respeito. Você é um homem honrado, ninguém de bem fala mal ao seu respeito, o que ocorre é que Umarizal está cheio de vagabundos e alguns ficam falando besteira.
Também não concordo com o ocorrido, nas não era eu, nem um companheiro de trabalho que estava sendo agredido. Tem que se respeitar a polícia são, ou doido.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
30 de outubro de 2015 16:55 ×

Claro que sim tem que haver respeito. Mas um tiro ????queria ver se fosse um parente se estariam defendendo. Mas as coisas são destorcidas, porque nao fazer isso com quem judia da mulher e dos filhos, isso é muito hipocrisia de vcs. Ja presenciei marido batendo em mulher com pau com arma com tudo, e nunca fizeram nada com ele, pelo contrario anda a solta. Se fosse um parente de vcs dovido que aceitariam isso.

Responder
avatar
Azevedo Carneiro
Administrador
30 de outubro de 2015 18:08 ×

Amigo(a), ninguém aqui está dizendo que um tiro foi o mais certo não, pois eu como policial sei disso. A questão cidadão(ã) é que o policial que atirou salvou a vida dos outros dois policiais os quais foram pegos de surpresa.

Todos nós sabemos que no ocorrido era para ter sido empregado a pistola de choque (Tazer), mas no momento a arma estava quebrada.

Vamos fazer aqui uma pequena comparação e responda sem hipocrisia.

Você tem um cachorro que toda sua família gosta dele como se ele fosse um parente. Um belo dia esse cachorro ataca sua pequena filha de apenas três anos, ele está mordendo o braço de sua filha e além de sua filha implorar que ajude a ela, o sangue dela está sendo jorrado pelo chão. Você está com uma arma de fogo na mão, então você deixará o cachorro matar sua filha, ou você atira no cachorro?

Vamos ser inteligentes, não estou chamando o doente mental de cachorro, isso é apenas uma comparação. Responda!

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
30 de outubro de 2015 22:18 ×

Eu fui contra, achei excesso. Mas o que você, anônimo, citou como exemplo não se aplica ao caso. O cara pode ter matado alguém, se quando a polícia chegou ele não resistiu a abordagem e prisão pra que a polícia vai atirar, sob qual pretesto?
No caso daqui o doente partiu para agressão, é diferente e o policial atirou conscientemente só para cessar a injusta agressão, usou o meio que achou melhor. Eu acho que poderiam conter de outro jeito, já que eram três para um, mas não estava lá sofrendo.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
31 de outubro de 2015 09:06 ×

Fico surpreso com o sr. Azevedo, esse seu exemplo foi muito infeliz. Eu nem pensaria duas vezes mataria o CACHORRO, mas esse nao foi o caso! Principalmente de quem efetuou o disparo. Cade os direitos humanos??mas como nossa regiao é terra sem lei, fica por isso mesmo. Nao estou dizendo com isso que o cidadão. Especial estava certo, mas em sua loucura estava apenas se defendendo, nao com revolver mas com que tinha por perto.eu falo porque sou conhecedor do assunto e nunca que eu faria isso. Ta ai a diferença do despreparo e ja tive situaçao similar.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
31 de outubro de 2015 09:40 ×

Amigo esse cara nao e 123 tres homens que domine ele a policia fez o certo mobilizou com tiros se fosse outras pessoa tinha quebrado ele todo ou mesmo matado

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
31 de outubro de 2015 22:27 ×

No lugar da polícia eu não iria mais atender a essa solicitação não. O cara é doente e polícia não é pra tá perdendo tempo com doente não. Que eu saiba doente é pra ser atendido por médicos. Doido pode tudo, é inimputável e se fosse preso seria em um hospital psiquiátrico, um manicômio. Aqui tem? E no RN?
A polícia se mete em toda merda.t resolvem problemas de outras pessoas e ainda saem malfadados. O problema num foi resolvido? Pronto.

Responder
avatar

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário