ITEP comprova adulteração em mais de 70% dos veículos examinados em 2015


De janeiro a outubro desse ano, a Coordenação de Criminalística do ITEP periciou 211 carros e 105 motos. Em 227 (71,83%), desses veículos, foi constatado, através de exames metalográficos, algum tipo de adulteração. 

“A maioria dessas adulterações é feita na numeração do chassi do veículo, mas os criminosos aqui do RN estão muito rebuscados e alguns chegam a apagar a inscrição nos vidros do veículo e a reabrir um novo número. Eles também substituem as etiquetas das colunas das portas”, disse o perito criminal André 

No exame metalográfico, a peça metálica que teve o caractere apagado, recebe polimento e depois a aplicação de um reativo apropriado para revelação de vestígios dos identificadores originais. 

“Isso porque apesar de raspar os números, eles [criminosos] não conseguem eliminar a estrutura deformada pela marcação original e com o composto ácido, é possível reavivar essa numeração no metal”, pontuou. 

Números: 

316 exames metalográficos 
211 carros, 155 adulterados (73,46%) 
105 motos, 72 adulteradas (68,57%)

*O Câmera
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário