Presidente da Apram cobra pagamento de diárias da “Bic” e rebate posicionamento de desembargador sobre promoções

Em entrevista na manhã desta terça (17) ao repórter Carlos Cavalcante em seu programa na Rádio Rural, o presidente da APRAM, Soldado Tony, cobrou o pagamento das diárias operacionais devidas aos policiais militares empregados no projeto Base Integrada Cidadã (BIC), atrasadas há dois meses. O dirigente adiantou que há uma previsão que o pagamento ocorra ainda essa semana, onde ele espera que isso realmente aconteça e os policiais que trabalharam em suas folgas recebam pelo serviço prestado. 

"Sabemos da importância das BICs que hoje correspondem a 40% do policiamento de Mossoró, representando um valioso reforço na segurança da população. Entretanto, é oportuno esclarecer e alertar que o descrédito ocasionado pelos constantes atrasos tem gerado grande insatisfação dos policiais que, diante do problema, poderão abrir mão da voluntariedade para continuidade do programa", afirmou Tony. 

Desembargador Cláudio Santos x promoção de praças 

Ainda na oportunidade, o presidente da APRAM comentou sobre as declarações do desembargador Cláudio Santos veiculadas na imprensa da capital, onde o presidente do TJ diz estar preocupado com a diminuição do número de Soldados e a consequente inversão da pirâmide hierárquica em virtude da quantidade de promoções efetuadas. 

"O posicionamento do desembargador é lamentável. O problema não é a Lei de Promoção de Praças pois esta tem proporcionado satisfação, reconhecimento e, gradativamente, tem resgatado a dignidade dos militares. O cerne do problema está na falta de concurso público que não ocorre há uma década, fato que tem gerado enorme déficit de contingente e prejudicado tanto a categoria quanto toda a população potiguar", afirmou Tony.

Assessoria
*OCâmera
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário