151ª Morte violenta em Mossoró: Ex presidiário morto pode ter sido vitima da guerra do Pirrichil com o Papoco

A cidade de Mossoró registrou no final da manhã de hoje, 09 de dezembro, mais uma morte violenta no ano de 2015. O crime pode estar relacionado diretamente com a guerra envolvendo jovens do Pirrichil com o Papoco/Várzea. 

Hemenson Dyego de Souza Carvalho “Piau” de 21 anos de idade, residente no Alto do Xerem, foi morto no meio da rua no bairro Santo Antônio. 

Segundo informações, ele estava de motocicleta no momento que foi morto no entroncamento da Rua Melo Franco com a Avenida Rio Branco, entre a Delfim Moreira e o Vuco Vuco, no bairro Santo Antônio. 

Outro jovem que trafegava como carona conseguiu pular da moto em movimento e fugiu a pé. A polícia procura informações sobre o tal companheiro de Pial, já que um jovem deu entrada baleado na Unidade de Pronto Atendimento do bairro Santo Antônio, mas disse ter sido vítima de bala perdida. 

Os matadores estavam em um carro e recebia apoio de uma motocicleta. Capsulas de dois tipos de armas diferentes foram encontradas no local. 

Tudo que a polícia conseguiu de informação, foi que Pial já havia cumprido pena acusado por assalto. Assim que ganhou liberdade, passou a fazer parte mocidade da Igreja Assembleia de Deus do bairro Lagoa do mato, mas recentemente tinha abandonado a fé, “desviou-se da igreja”. 

Ainda segundo a Polícia, "Pial" fazia parte de um grupo do bairro belo Horizonte, que juntamente com outro grupo do Papoco, prometiam aterrorizar o Favela do Pirrichil. 

Segundo a família, Pial sofreu um atentado a bala na semana passada no Alto de São Manoel e teria informado que a gangue do Pirrichil teria tentado mata-lo. A polícia não descarta a possibilidade dele ter sido morto em represália do Pirrichil com o Papoco. 

Hemenson Dyego de Souza Carvalho foi a 151ª morte provocada em 2015 na cidade de Mossoró. No mesmo período no ano passado 181 pessoas foram assassinadas.




*OCâmera
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário