1º Homicídio em Martins em 2016: Ex-presidiário foi morto a tiros no bairro Cohab

O ex-presidiário João Ferreira Neto, "Galego de Xandú", 36 anos de idade, natural e morador de Martins, foi morto na tarde de hoje, (05) por volta das 17:00 horas, na rua das pinheiras, no bairro Cohab na periferia do município. 

Segundo informações de populares, repassadas aos policiais Militares, somente um elemento em uma motocicleta e usando capacete, se aproximou da vítima e disse: "Com cachorro se faz assim" e passou a atirar. A vítima ainda correu, mas caiu sem vida em cima de uma motocicleta que estava estacionada em frente ao mercadinho de Zezinho de Tomé.

Foto: Whatsapp
  
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

8 comentários

Clique aqui para comentários
Anônimo
Administrador
6 de janeiro de 2016 11:54 ×

Só temos a agradecer quem está fazendo essa limpeza aqui em Martins e região.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
6 de janeiro de 2016 13:09 ×

Esse e o famoso galego sarnento que antigamente foi preso em mossoro por estuprar um senhora?

Responder
avatar
Azevedo Carneiro
Administrador
6 de janeiro de 2016 21:42 ×

É esse mesmo amigo, Galego de Xandú, mas também era conhecido por esse apelido de "Galego Sarnento". Não valia uma ubaia.

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
6 de janeiro de 2016 21:54 ×

Umarizalnews o senhor como autoridade e dono desse maravilhoso blog onde temos honra de ler vamos pensar nos familiares nessas horas creio que tem e que julga e nosso Deus Então ele pode ter sido muito ruim mas julgamento cabe a cada um
nesse caso voce ta deixando seu blog com baixaria e afastando os leitores ele pode ter sido bandido ou etc mas ja se foi nos ficamos aqui pra ler materia e da audiência ao seu blog e nao baixaria da parte de vossa excelênci

Responder
avatar
Azevedo Carneiro
Administrador
7 de janeiro de 2016 09:08 ×

Amigo(a) eu criei este espaço para informar as pessoas dos acontecimentos policiais e outros da nossa região. Mas, também foi criado para dar a minha opinião, então, essa é minha opinião sobre um elemento que invadiu uma casa em mossoró, estuprou a proprietária e depois ainda a roubou.

Quem tem que dar a salvação ou não a esse elemento é Deus, e a minha opinião é essa.

Mesmo assim obrigado por ler o meu blog.

Sargento Azevedo.

Responder
avatar
Azevedo Carneiro
Administrador
7 de janeiro de 2016 09:09 ×

Pelo menos eu dou minha opinião e assino, você não acha que sou honesto?

Responder
avatar
Anônimo
Administrador
21 de janeiro de 2016 09:01 ×

Querido e amado azevedo você teve o processo dele em mãos pra afirma que ele invadiu a casa de uma senhora aqui em mossoro pois saiba que ele pagou o crime e não foi ele não viu se informe pra vc puder divulgar sobre periferia a choabe de martins eum bairro lá mora gente do bem saiba que vc trabalhou muito tempo em Martins vc sabe que existe gente pior do que ele e olhe que é gente famosa os piores viu um abraco pra vc

Responder
avatar
Azevedo Carneiro
Administrador
21 de janeiro de 2016 15:03 ×

Claro que eu tive o processo dele em minhas mãos, sabe quando foi? quando ele tentou matar o pai dele dele com uma uma foice roçadeira, se embrenhou na mata e dias depois nós prendemos ele e, contra ele pesava um Mandado de Prisão da comarca de Mossoró. No processo dizia que ele havia sido condenado a 12 anos de cadeia por ter invadido uma residência e além de roubar uma senhora, ainda a estuprou.

Eu sei tanto minha cara senhor, que depois disso eu mesmo fui deixar ele na Penitenciária João Chaves em Natal, para que ele cumprisse o restante da pena.

Também sei que existem pessoas na COHAB de Martins piores do que ele, mas esse "cidadão de bem" que você tanto inocenta, vivia de confusões e agressões a pessoas, e todas as vezes que a polícia se aproximava dele, ele reagia e era obrigado os policiais usarem a força física.

Bandido bom é bandido morto!

Meu nome é Sargento Azevedo, e você quem é?

Responder
avatar

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário