POLÍCIA PRENDE SUSPEITOS DA MORTE DE PM EM JAGUARETAMA. TRAMA FOI VINGANÇA DE UMA QUADRILHA


Três suspeitos de envolvimento no assassinato de um policial militar, crime ocorrido na manhã desta sexta-feira (19) na cidade de Jaguaretama (a 241Km de Fortaleza), já estão presos. A Polícia caminha para esclarecer rapidamente o caso e as primeiras informações apontam que o PM foi vítima de trama montada em Fortaleza por bandidos que teriam agido por vingança.

Entre os presos está um casal de irmãos, nascido em Jaguaretama. Os dois são remanescentes de uma quadrilha familiar conhecida naquela região do Vale do Jaguaribe como os “Filhos de Senhorzinho Diógenes”.

Ricardo Saraiva Diógenes e uma irmã teriam tramado a morte do subtenente Carlos Herbênio Rodrigues, comandante do Destacamento da PM de Jaguaretama, para vingar a morte de um irmão deles, o assaltante e latrocida Lucivando Saraiva Diógenes, o “Gordo”, morto em um confronto com a Polícia Militar há 9 anos. 

Foi na madrugada do dia 18 de junho de 2007, quando o bandido tombou sem vida na Fazenda Desterro, Distrito de Caiçara, na zona rural de Jaguaretama.

Policiais dos setores de Inteligência capturaram, agora há pouco, em Fortaleza, dois suspeitos de envolvimento, um deles seria Ricardo Saraiva Diógenes, irmão de “Gordo”; e o assaltante de bancos Tairone de Freitas Barreto.

Já na cidade de Jaguaretama, uma irmã de “Gordo” foi detida e está sendo recambiada também para Fortaleza, onde deverá ser interrogada juntamente com o irmão e o terceiro suspeito, o bandido Tairone. Outro que está sebdo procurado é um homem identificado como Josivan Reinaldo do Monte, conhecido como "Galego dos Colchões", que teria pilotado a moto usado na fuga do pistoleiro que executou o militar.




Morte de “Gordo”

O bandido “Gordo” foi morto depois de uma longa caçada policial ocorrida entre os anos de 2006 e 2007 nos Municípios de Jaguaretama, Jaguaribara, Solonópole, Morada Nova, Jaguaribe e São João do Jaguaribe. Na época, ele se tornou o “terror” daquela região. Agia em parceria com o não menos periculoso bandido Genilson Torquato Rocha, que, na época, era menor de idade. Genilson foi capturado na cidade de Mombaça (293Km de Fortaleza), dois meses após a morte de seu parceiro de crimes.

Naquela época, o então sargento Herbênio, já comandante do Destacamento da PM de Jaguaretama, comandou pessoalmente a caçada policial ao bandido durante vários meses, período em que houve vários tiroteios e perseguição na zona rural, em plena caatinga. As operações eram conjuntas com a Polícia Civil, tendo no comando desta os delegados Edmar Beserra Granja e Vera Lúcia Granja.

O bando dos “Filhos de Senhorzinho Diógenes” aterrorizava os moradores de vários municípios da região e a quadrilha só foi desfeita após a morte de “Gordo” no confronto com a PM.

Fonte: Blog do Fernando Ribeiro
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário