Com 360%, RN tem maior aumento de casos de homicídios em 10 anos

Dado é do Atlas da Violência, divulgado pelo Ipea nesta terça-feira (22).
Estado tem três cidades no ranking das 20 regiões mais violentas do país.

registrou o maior crescimento na taxa de homicídios e também o que contabilizou o maior crescimento em números absolutos de assassinatos do país entre os anos de 2004 e 2014, segundo mostra o Atlas da Violência – estudo divulgado nesta terça-feira (22) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

Neste período, de acordo com o Ipea, a variação da taxa de homicídio por 100 mil habitantes foi de mais 308,1% no Rio Grande do Norte. Já o aumento no número de assassinatos, foi de 360,8%. Em 2004, o estudo revela que 342 foram assassinadas no RN. Já em 2014, foram 1.576 vítimas.

O estudo também traz um ranking que lista as 20 cidades mais violentas do país. E três delas são potiguares: Macaíba, Natal e Mossoró. Em Macaíba, a 5ª no ranking, a taxa foi de 72,4 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes. Mossoró é a nona, com taxa de 71,5. Natal é a 16ª, com taxa de 62,1.

Ainda levando em consideração os dados de 2014, o estado aparece como o quarto mais violento. Com uma taxa de 46,2 mortos para cada grupo de 100 mil habitantes, o Rio Grande do Norte fica atrás apenas de Alagoas (taxa 63), Ceará (52,2) e Sergipe (49,4).

Atlas da Violência 

O Nordeste é a região do Brasil que registrou o maior crescimento de homicídios em uma década, ainda segundo o Atlas da Violência 2016. Apenas em 2014, 59.627 pessoas foram vítimas de homicídio no Brasil. Com uma taxa de homicídios de 29,1 por 100 mil habitantes, o país já é responsável por mais de 10% dos números registrados no mundo. O país está entre as 12 maiores taxas de homicídios por 10 mil habitantes, em comparação com uma lista de 154 países.

*G1/RN
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário