"Meu respeitoso perdão", escreveu capitão PM Styvenson aos policiais civis do RN


O capitão PM Styvenson Valentim, em resposta a reação enérgica de oficiais da Policia Militar e principalmente de agentes e delegados da Polícia Civil as suas declarações em áudio, pediu desculpas a forma grosseira como se referiu ao Brasil e admite intempestividade ao generalizar a sua insatisfação com relação a Polícia Civil.Pede desculpas aos policiais civis que trabalham e honram o cargo que exercem.


Já com relação aos que não trabalham e ganham, o capitão PM Styvenso Valentim disse que não retira uma vírgula.

Segue a reprodução do texto do capitão PM Styvenson Valentim na íntegra.

“Sim, a voz em um áudio vazado e "recortado" que circula em grupos de WhtasApp é a minha. O áudio é uma conversa com uma cidadã indignada, após a mesma postar uma mensagem na minha página pessoal no Facebook. Admito toda minha intempestividade ao generalizar a minha insatisfação a todos os policiais civis, mais específico aos delegados civis.

Reconheço a minha explosão emotiva por buscar um serviço público melhor, e por isso, aos policiais civis que de fato trabalham e honram o cargo, minhas sinceras desculpas por ter colocado os senhores nos rol dos funcionários públicos preguiçosos, dos parasitas, e que todos sabem que existem. Aos delegados que me acompanharam durante inúmeras operações da Lei Seca, queria lembrar nome de todos, mas infelizmento só me recordo, no momento, dos competentes delegados Daniel e Montanha, seus agentes e escrivães. Aos outros profissionais delegados e agentes, que sempre nos atenderam, não por amizade, nem por aliança corporativista, mas sim pelo profissionalismo em cumprir sua função de maneira exemplar, o meu respeitoso perdão. Generalizar foi meu grande erro.

Também peço desculpas a todos pela forma grosseira de como me referi ao meu País.

Mas, não retiro uma vírgula sequer sobre o que falei sobre alguns funcionários públicos, que recebem, alguns muito bem, e nada fazem pelo cidadão, muito pelo contrário, apenas apontam o dedo para quem tenta trabalhar por um país melhor.

Atenciosamente,

Capitão PM Styvenson Valentim.”

Escute os audios de Styvenson criticando a Polícia Civil e a resposposta do coronel Walterler


Assim como o Capitão Styvenson, a senhora que motivou a discussão entre Styvenson Valentim, policiais civis e militares, também gravou áudio para explicar a origem de tudo. Segundo ela, foi um advogado bêbado que teria causado um acidente com danos.


Crédito: Mossoró Hoje
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário