123ª Morte violenta em Mossoró 2016: Um jovem morreu e outros dois detidos durante perseguição e troca de tiros com a Polícia Militar

As guarnições do Grupo Tático Operacional (GTO) de Apodi sob o comando do Capitão Carvalho e da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (ROCAM 02) sob a coordenação do Sargento Renixon, foram acionadas por volta das 03h20min desta madrugada de domingo, 19 de junho de 2016, para uma ocorrência de disparos de arma de fogo, nas imediações do Tiro de Guerra em Mossoró RN. 

As informações recebidas pelos policiais, repassadas por populares eram de que três homens estariam atirando em via pública e quando as duas equipes chegaram ao local, se depararam com três suspeitos que estavam em um Fiesta de cor vermelha e que fugiram ao perceber a chegada da Polícia. 

Houve perseguição e já nas proximidades do Colégio Diocesano no bairro Santo Antônio, segundo informações da Polícia Militar, um dos suspeitos pulou do carro com uma arma de fogo na mão atirando em direção às guanições. 

Houve revide e o suspeito acabou sendo alvejado e socorrido pela própria polícia para o Hospsital Regional Tarcísio Maia, mas não resistiu e morreu ao chegar na unidade hospitalar. O mesmo foi identificado como Cesar Elizeu de Carvalho do Neto de 19 anos, residente no conjunto Abolição IV. 

Os outros dois ocupantes do Fiesta, identificados como Anacleto Ferreira de Araújo (motorista e proprietário do caro), de 20 ansos, residente no Abolição IV e Ricardo da Silva Souza,(passageiro) de 19 anos de idade, residente no Santa Delmira, foram presos e conduzidos à Delegacia de Plantão.

O revolver calibre 32 com três munições deflagradas e três intactas, que estava em poder de Cezar Eliseu foi apreendido e dentro do Fiesta a polícia encontrou vários frascos de Loló, duas petecas de cocaína e duas bagas de maconha. 

Anacleto Ferreira, assumiu a propriedade dos entorpecentes e disse que a loló era pra consumo próprio. Já Ricardo Souza, afirmou ao delegado Roberto Moura, que apenas estava pegando uma carona com Anacleto e que não tem a nada a ver com o ocorrido. 

A Polícia Civil investiga se o Fiesta é o mesmo que vinha sendo usado em arrastões nas regiões dos Abolições e Santa Delmira.







Fim da linha
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário