Morre adolescente baleado em ataque a empresa de vigilância em Caraúbas

Após o ataque, o adolescente foi socorrido e internado (Foto: Gidel Morais/Icém Caraúbas)

O adolescente de 16 anos baleado na cabeça durante um ataque a uma empresa de vigilância na noite de segunda-feira (27) em Caraúbas, no Oeste potiguar, não resistiu e morreu no Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. Ele trabalhava para Francisco Trajano de Souza, dono da Vigilância Puma. O empresário foi assassinado a tiros. Outras três pessoas foram feridas, mas não correm risco de morte.

De acordo com a assistência social do hospital, Mateus Rodrigues dos Santos estava entubado e com ventilação mecânica em razão do tiro que atingiu a cabeça dele. No fim da tarde desta terça-feira (28), foi confirmado que ele não resistiu aos ferimentos.

Segundo o delegado Erick Gomes, o adolescente estava com o empresário na calçada de casa, onde também funciona o escritório da empresa, quando dois homens em uma motocicleta pararam os veículos na esquina e caminharam até a frente da residência. Ao se aproximarem, os dois abriram fogo. O delegado informou que Francisco vinha sofrendo ameaças de bandidos e que, na semana passada, havia prestado queixa.

Ainda de acordo com Erick Gomes, os dois suspeitos são considerados foragidos do sistema prisional do estado e respondem a vários crimes de homicídio, assaltos e tráfico de drogas na região. Eles foram identificados como Gustavo da Silva Nogueira, também conhecido como ’Nego Velho’, e Erico Soares Lopes, o ‘Leco’.

Ódio de vigilantes
“Os criminosos de Caraúbas têm ódio de vigilantes". Isso porque, segundo Erick Gomes, "os vigilantes ajudam o trabalho da polícia”. Nos últimos anos, ainda de acordo com o delegado, sete vigilantes da cidade já sofreram atentados. Seis foram mortos. O último caso, antes do ataque desta segunda, aconteceu em dezembro do ano passado. Na ocasião, foi assassinado o gerente da própria Vigilância Puma, Antônio Carlos Lacerda, de 33 anos. Ele foi atingido por tiros de pistola 9 milímetros (de uso restrito do Exército brasileiro) e espingarda calibre 12.

*G1/RN
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário