Portal G1 - Chefes de ataques no RN são transferidos para presídio federal em Mossoró

Cinco detentos foram levados para penitenciária de Mossoró nesta segunda.
Outros vinte devem ser transferidos em breve, diz governador.

Cinco detentos apontados pelo Governo do Rio Grande do Norte como chefes da facção criminosa que reivindica os ataques que vêm atingindo o Estado desde a sexta-feira (29) foram transferidos para a penitenciária federal de Mossoró nesta segunda (1º). De acordo com o governador Robinson Faria, os presos transferidos foram identificados pelo setor de inteligência da polícia potiguar após terem celulares monitorados. Ainda de acordo com o governador, outros vinte detentos serão transferidos para presídios federais em breve. 

"Esses presos tiveram os celulares monitorados pelo serviço de inteligência da Secretaria Estadual de Segurança Pública, que constatou que eles ordenaram os ataques", disse Robinson Faria. A lista com os nomes dos presos transferidos não foi divulgada. De acordo com o governador, a previsão é os outros 20 devam ser levados para unidades federais em outros Estados. 

Segundo fontes do G1, a autorização para a transferência dos cinco presos foi concedida ainda neste domingo (31) pela Justiça Federal do RN. Os detentos foram levados no período da manhã. Os outros 20 apontados por Robinson Faria como também sendo chefes da facção criminosa deverão ter as transferências autorizadas pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen). 


Os ataques começaram na última sexta-feira (29) quando um micro-ônibus foi incendiado em Macaíba, na Grande Natal. De lá pra cá, foram pelo menos 69 ataques registrados em várias cidades do estados. Segundo a Sesed, até as 19h desta segunda, 65 pessoas foram presas suspeitas de envolvimento nos atentados. A instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária de Parnamirim, na Grande Natal, é apontada pelo governo como motivo dos atentados. 

Em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira (1º), o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte (Sesed), general Ronaldo Lundgren classificou os recentes ataques criminosos que o estado vem sofrendo como "atos de terrorismo".

*Via O Câmera
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário