Associação de Magistrados do RN pede bloqueio de repasse de R$ 100 mi do TJRN

Montante, segundo o presidente do órgão Cláudio Santos detalhou, seria utilizado para os setores de segurança e da saúde

A Associação dos Magistrados do Rio Grande do Norte (Amarn) entrou com representação no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), na última segunda-feira (7), pedindo que o Tribunal de Justiça do Estado Rio Grande do Norte (TJRN), através do desembargador e presidente do órgão, Cláudio Santos, seja impedido de redirecionar a verba de R$ 100 milhões dos recursos do Poder Judiciário para o Executivo Estadual.

O montante, segundo Cláudio Santos detalhou, seria utilizado para os setores de segurança, no pagamento de diárias operacionais da Polícia Militar, e na saúde, favorecendo mais de mil cirurgias de urgência e emergência de adultos e crianças, e implementando melhoras em casas de saúde como o Walfredo Gurgel e Maria Alice Fernandes, em Natal, além de possibilitar a reabertura do Hospital da Mulher, em Mossoró.

A competência para avaliar se a transferência do dinheiro serão ou não bloqueada pelo CNJ é da conselheira Daldice Maria Santana de Almeida.

Agora RN
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário