_________________________________________________________________

_________________________________________________________________

Corrupção pode ser uma das causas de fugas nas penitenciárias do Estado, diz secretário

Wallber Virgolino afirma que Governo tem investigado o que pode estar motivando o alto número de fugas no Estado; só nas últimas 48h houveram 25

Somente nas últimas 48 horas, vinte e cinco presos conseguiram escapar do sistema penitenciário do Rio Grande do Norte. Na madrugada de sábado (17) para domingo (18), 19 detentos utilizaram uma ‘teresa’ e fugiram da Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP). Já na manhã desta segunda-feira (19), outros seis escaparam do Presídio Provisório Raimundo Nonato, localizado na Zona Norte de Natal.

Ao todo, já foram registradas 373 fugas no Rio Grande do Norte somente em 2016. O número é 43% maior do que o registrado no ano passado, quando 212 presos fugiram do sistema carcerário potiguar. Um dos principais questionamentos levantados pela população é o que tem acontecido para que tantos presos estejam obtendo êxito em tentativas do fugas no RN.

Para o delegado Wallber Virgolino, titular da Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc), a corrupção de servidores é uma possibilidade que está sendo investigada pelo Governo, uma vez que o número elevado de fugas não está dentro do que poderia ser tachado como ‘normal’.

“Estamos apurando o sucesso dessas fugas. Um preso só tem três maneiras de sair da cadeia: morto, fugindo ou através de conhecimentos. Sabemos que o serviço nas penitenciárias é precário, mas não podemos entrar em pânico. Vamos apurar possíveis práticas de corrupção ou qualquer outra vertente que possa estar causando esse panorama”, declarou.

Questionado sobre o aumento registrado de um ano para outro, o secretário preferiu não utilizar dos números que foram ‘construídos’ antes da sua chegada à pasta. “Eu só posso falar a partir do momento em que assumi. O RN passou três meses sem registrar nenhuma fuga. Agora tivemos essa, que apesar de ter chegado a 19 o número contabilizado, não foi nada cinematográfico. Vamos apurar o que está acontecendo e tomar medidas cabíveis”, completou.

Agora RN
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário