_________________________________________________________________

_________________________________________________________________

53° Homicídio em Mossoró 2017: Popular e morto a tiros próximo a Igreja São José no bairro Paredões

A violência que assola a cidade de Mossoró na região Oeste do Rio Grande do Norte, faz mais uma vítima, elevando para 53 o número de pessoas assassinadas nesta no de 2017 na cidade. 

O crime foi registrado pela Polícia Militar por volta das 10h40min deste sábado 25 de março de 2017,na Rua Wenceslau Brás, nas proximidades da Igreja São José no bairro Paredões. 

A vítima, identificada como Silvio Nei Filgueira da Silva de 49 anos de idade,foi morto em via pública com cerca de 06 disparos de arma de fogo, sendo a maior parte na cabeça. 

Segundo informações colhidas pela Polícia Civil, no local, a vítima estava na calçada de sua casa, na Rua Rodrigues Alves no mesmo bairro, quando foi surpreendida por dois homens, que chegaram em uma motoneta Traxx de cor escura e começaram a atirar. 

Silvio Ney, ainda correu, em direção a Wenceslau Brás para tentar escapar da morte, mas foi perseguido pelos atiradores e executado. Após o crime os suspeitos fugiram e não foram identificados. 

O delegado de plantão, Dr. Roberto Moura esteve com sua equipe no local do crime,e disse que as investigações serão iniciadas ainda hoje, com depoimentos de familiares. 

A autoridade policial, informou também que recebeu informações de que a vítima era acusada de um homicídio, ocorrido no dia 01 de julho de 2015, por volta de 13h20min na rua Prudente de Morais no bairro Bom Jardim onde foi vítima um adolescente de 17 anos identificado como Renaldo da Silva Júnior, (VER (PROCESSO)

Após o isolamento do local de crime, realizado pela Polícia Militar e o exame periscópio pela equipe do ITEP, o corpo de Silvio Ney foi removido para a sede do ITEP onde será necropsiado e depois liberado para sepultamento. 

A Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) de Mossoró, vai dar continuidade as investigações do caso a partir da próxima segunda, após receber o relatório do delegado Roberto Moura, sobre o que já foi apurado.



Fim da linha
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário