_________________________________________________________________

_________________________________________________________________

54º Homicídio em Mossoró 2017: Suspeito de comandar incêndio em ônibus em 2014 morre no HRTM vítima de tiros

Mais um crime de homicídio vai para as estatística da violência em Mossoró na região Oeste do Rio Grande do Norte que chega aos 54 (cinquenta e quatro) assassinatos. 

Fagner de Almeida Marinho conhecido como Faguinho de 24 anos de idade, baleado no final da manhã de quinta feira (23) no bairro Pintos não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu nesta manhã de domingo 26 de março de 2017, no Hospital Regional Tarcísio Maia onde estava internado. 

O jovem foi alvejado com dois tiros na cabeça, na Avenida Francisco Mota, principal do bairro Pintos onde morava. Uma ambulância do Samu foi ao local e socorreu a vítima para o HRTM, mas a mesma não rsistiu. 

Em março de 2014,Fagner Almeida foi preso sob suspeita de incendiar um ônibus coletivo da empresa Sideral, fato corrido no Conjunto Vingt Rosado.

Após ser ouvido na delegacia e por faltas de provas ele foi liberado, mas dias depois foi preso novamente, desta vez por porte de droga e mais uma vez posto em liberdade, pois na delegacia foi feito apenas um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por causa da pequena quatidade de droga que foi pego com ele.(RELEMBRE O CASO)

A Polícia ainda não tem informações sobre a motivação do crime, nem quem seria o responsável pelos disparos.O caso que estava sendo investigado como tentativa de homicídio, agora passar apurado como homicídio. 

O corpo foi removido do necrotério do HRTM para a sede do ITEP, onde será necropsiado e depois liberado para que a familia providencie o enterro.

Com a morte de Fagner Almeida ocorrida neste domingo (26), Mossoró passa a contabilizar 54 homicídios em 2017. Mais um caso para ser elucidado pela DHPP.



Fim da linha
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário