Antes de atingir procurador e promotor, atirador também disparou contra Rinaldo Reis

Guilherme Wanderley havia apontado primeiramente para o procurador-geral da Justiça; o projétil disparado, contudo, atingiu a parede da sala de Rinaldo.


O procurador-geral da Justiça do Rio Grande do Norte, Rinaldo Reis, escapou por pouco de ter destino semelhante aos seus colegas – promotor Wendell Beethoven, e procurador adjunto Jovino Pereira. De acordo com relatos dos presentes na tentativa de assassinato dos dois membros da PGJ pelo servidor Guilherme Wanderley Lopes da Silva, o atirador chegou a invadir a sala de Rinaldo sob desculpa de ter um assunto urgente para tratar e disparou contra ele após proferir palavras de vingança. A bala, contudo, atingiu a parede.

Os presentes na sala, incluindo Wendell Beethoven, tentaram fugir – foi quando o promotor acabou atingido. Jovino Pereira, que trabalhava na sala ao lado foi até a sala de Rinaldo para saber o que estava acontecendo quando também foi alvejado. Em seguida, Wanderley se pôs a caminha depressa em direção à saída enquanto informava a quem passava que “alguém estava atirando contra os promotores”. Ele conseguiu chegar ao seu carro, na altura em que os seguranças haviam descoberto que ele era o autor do crime. Os agentes chegaram a atirar contra o carro do atirador, mas ele conseguiu escapar, permanecendo, até agora, foragido. A Polícia Civil segue investigando em busca do suspeito.

Agora RN
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário