_________________________________________________________________

_________________________________________________________________

116° Homicídio em Mossoró 2017: Popular é morto a tiros na calçada do ITEP

Após nove dias sem mortes violentas a cidade de Mossoró na região Oeste do Rio Grande do Norte volta a registrar crime de homicídio. 

O caso aconteceu no início da tarde desta quarta feira 14 de junho de 2017,na Rua Vicente Fernandes no bairro Nova Betânia. A vítima identificada como Felipe Rodolfo da Silva, de 30 anos, natural de Belo Horizonte/MG e residente na Rua Venceslaw Bras no bairro Barrocas, foi assassinado com seis disparos de arma de fogo. 

Segundo informações repassadas pela Divisão de Homicídios, Felipe era investigado no latrocínio ocorrido no dia 03 de junho desse ano, no Abolição II onde foi vítima o servidor público estadual Hiroito Gonçalves Falcão, que trabalhava na Universidade Regional do Rio Grande do Norte (UERN) e foi morto dentro de casa durante um assalto.

Ainda de acordo com a DHPP Felipe Rodolfo tinha ido ao ITEP realizar exame de papiloscopia, (Impressão digital) requisitado pela Delegacia de Furtos e Roubos que investiga o latrocínio. A perícia realizada no carro usado no crime e apreendido pela Defur, localizou impressões digitais, que seriam comparadas com as de Felipe. 

Segundo as informações, Felipe Rodolfo, chegou no local, estacionou sua moto Yamaha Fazer de cor preta e quando saiu para entrar no ITEP foi surpreendido por dois homens que chegaram em uma moto tipo Bros de cor vermelha que efetuaram os disparos contra ele. A vítima foi atingida com seis tiros, sendo três na região da cabeça e três na região torácica, tendo morte instantânea. 

Para a DHPP o crime tem caracterísiticas de queima de arquivo, uma vez que Felipe era investigado em um latrocínio e que poderia durante as investigações apontar os verdadeiros participantes do crime. O delegado da Divisão de Homicídios, Rafael disse que a hipótese de vingança também não está descartada.

Um irmão de Felipe, Pedro Henrique da Silva, está preso acusado de participação no latroicínio. A Mulher dele é enfermeira e trabalhava cuidando de uma pessoa doente na casa do Servidor da Uern morto durante o assalto. Para a polícia Pedro Henrique teria passado as informações para os assaltantes. Ele foi preso por força de um mandado de prisão expedido pelo justiça, no dia seguinte do latrocício e confessou participação no c rime.

Após os trabalhos de perícia realizados pela equipe do ITEP com acompanhamento da Divisão de Homicídios, o corpo de Felipe Rodolfo da Silva foi recolhido do local e encaminhado ao setor de medicina legal do órgão para ser necropsiado e depois liberado para sepultamento. 

Familiares do Rapaz que estiveram no local do crime, informaram à DHPP, que Felipe era concursado da Polícia Militar do Maranhão e estava aguardando ser convocado pela coorporação. 

Com mais um crime de homicídio registrado em Mossoró, a cidade passa a contabilizar 116 assassinatos neste ano de 2017.






Fim da linha
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário