_________________________________________________________________

_________________________________________________________________

Homem é morto a pedradas e tem corpo parcialmente queimado em Caraúbas

Com a morte de Antônio Francisco de Góis, de 49 anos, Caraúbas registra a 5ª morte de forma violenta no ano de 2017

Antônio Francisco de Góis, de 49 anos, foi a 5ª morte violenta em Caraubas em 2017: Icém Caraúbas

O corpo de um homem de 49 anos foi encontrado com a cabeça esmagada e com o corpo parcialmente queimado, na manhã deste domingo (18) em uma estrada vicinal nas proximidades do Motel Fazenda em Caraúbas, na Região Oeste potiguar.

O corpo foi encontrado por volta das 6:20, pela esposa da vítima, identificada como Deliciana, mais conhecida como "Ana". Ela encontrou a vítima ao lado de sua motocicleta, uma Pop, de cor preta, placa NNL 776 - Patu.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima, identificada como AntônioFrancisco de Góis, conhecido como "Patitinho" natural da cidade de Apodi, que é ex presidiário, estava em liberdade condicional há 47 dias, foi morto na noite de ontem (17), a pedradas e teve a cabeça esmagada e o corpo queimado.

A motivação do crime ainda é desconhecida, no entanto, a Polícia Militar acredita que a ordem para matar o ex presidiário partiu de dentro do Centro de Detenção Provisória de Caraúbas – CDP.

Os familiares que se encontravam no local também não souberam informar a motivação do crime, mas afirmaram que Antônio Francisco de Góis tinha muitos inimigos.

A Polícia Militar está no local aguardando a equipe do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP-RN), onde os Peritos do Instituto irão analisar o local para as circunstâncias do crime e depois fazer a remoção do corpo para a sede do órgão em Mossoró. O homicídio será investigado pela Delegacia de Polícia Civil, com sede em Caraúbas.

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário