"Queremos uma resposta", diz família do policial assassinado nas Quintas

Noberto de Souza foi morto na tarde desta segunda-feira (03), com nove tiros que atingiram as costas e a cabeça

Familiares e amigos do policial militar Noberto de Souza Câmara, assassinado na tarde desta segunda-feira (3), no bairro das Quintas, dizem não entender o motivo do crime e pedem uma resposta. A vítima de 39 anos foi alvo de nove tiros que atingiram as costas e a cabeça.

Alexssandro Medeiros, amigo do PM, disse a reportagem do Portal BO que Noberto não vinha se queixando de ameaças e que na ocasião da morte não teve nenhum pertence levado. "Queremos uma resposta, ele foi executado com nove tiros e ninguém consegue entender o motivo. Apelamos por justiça", comentou.

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investigará o caso e já colheu informações importantes ainda no local do crime. Os suspeitos do assassinato fugiram em um veículo de cor branca, mas as placas não foram anotadas. Qualquer denúncia anônima pode ser feita através do número 181.

Portal BO
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

1 comentários:

Clique aqui para comentários
Anônimo
Administrador
5 de julho de 2017 20:41 ×

Só uma pergunta; os direitos humanos foram na do policial dar apoio?
Porque se fosse um policial a matar um vagabundo pelas costas, seria expulso da corporação; sem falar que seria condenado pela sociedade protetora das "vitimas da sociedade"

Anônimo
Responder
avatar
Obrigado pelo seu comentário