_________________________________________________________________

_________________________________________________________________

“Crie vergonha na cara”, diz prefeito a repórter após perguntas sobre grampos

Carlos Eduardo Alves não gostou da pergunta feita pelo repórter da TV Ponta Negra e esbravejou contra ele; na semana passada, grampos lhe relacionaram com esquema de corrupção na Semsur


Após ter cerca de nove volumes de interceptações telefônicas identificados pelo Ministério Público e que o aproximam das irregularidades descobertas na Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) através da Operação Cidade Luz, o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), voltou a destratar a imprensa do Rio Grande do Norte ao ser questionado sobre o assunto. Desta feita, a “vítima” do prefeito foi o repórter Alex Costa, da TV Ponta Negra (filiada do SBT no RN).

Em vídeo que circula pelas redes sociais, o repórter questiona o prefeito sobre as gravações em que ele aparece conversando, através do então titular da Semsur, Antonio Fernandes, com o presidente da comissão de licitação da decoração natalina da cidade, Raul Araújo, acerca do resultado do pleito que apresentaria a empresa responsável pela situação na capital potiguar. No áudio telefônico, Carlos Eduardo diz haver uma “solução salomônica” para resolver o caso, mas não especifica o que quis relatar.

Visivelmente constrangido e irritado com a pergunta do repórter, o prefeito de Natal começou a sair da frente das câmeras esbravejando com o profissional da imprensa: “Não tem ligação, não. Isso aí foi pauta prejudicada”, declarou o chefe do executivo municipal, que ao ficar um pouco mais distante do microfone, olhou pra trás e esbravejou: “crie vergonha na cara”, se referindo ao próprio repórter da afiliada do SBT no Rio Grande do Norte.

Assista ao vídeo:


Agora RN
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário