_________________________________________________________________

_________________________________________________________________

UMARIZAL: Adolescente é flagrada pela Polícia Militar fazendo programas em prostíbulo

A Polícia Militar prendeu na tarde do último sábado (20), duas pessoas e retirou do estado de vulnerabilidade uma menor de apenas 16 anos de idade. A ação aconteceu quando o comandante do policiamento recebeu uma denúncia dando conta de que a adolescente B.S.S, 16 anos, residente em Extremoz, cidade metropolitana da capital do estado, estava há mais ou menos um mês frequentando o "Bar da Gabi" que na realidade de trata de um prostíbulo com seis quartos e que são usados para práticas sexuais por parte de frequentadores com mulheres que estão no bar para servi-los através de pagamento. 


De acordo com as informações, os policiais abordaram a jovem em uma das mesas do bar ingerindo bebidas alcoólicas, e no momento ela informou já ter 19 anos de idade, mas como havia uma denúncia, os policiais resolveram pedir seus documentos e foi quando ela revelou ser menor de 18 anos. Após a revelação da jovem, a dona do recinto Gabriela Pereira de Souza, 31 anos, “Gabi" recebeu voz de prisão. Na casa (Bar) existiam outras jovens, mas todas já contavam com a maioridade. 

Gabi revelou aos policiais Militares que quem trazia a adolescente e deixava no cabaré todas as semanas, era a pessoa de Márcia Maria de Medeiros Silva, 43 anos de idade, a qual faz linha de Natal a Umarizal, e também aacomoda em sua casa algumas garotas de programas. Segundo Gabi, quando Márcia trouxe a jovem B.S.S, e deixou no prostíbulo, disse que ela já tinha 19 anos de idade, inclusive a adolescente fazia programa no bar dela, mas morava mesmo era na casa de Márcia. 

De imediato a Polícia Militar entrou em contato com o Conselho Tutelar e deixou a jovem sobre a tutela deles, para que eles a conduzissem no veículo do Conselho e em seguida conduziu as duas mulheres para o plantão da Polícia Civil de Patu, para que fossem tomadas as providências sobre o caso. 

As duas mulheres foram autuadas em flagrante delito e ficaram presas, sendo que Márcia foi enquadrada apenas no Artigo 218-B, do CP, já Gabriela (Gabi) nos Artigos 218-B, do CP, 243 e 244-A, do ECA, c/c art. 69, do CP.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário