_________________________________________________________________

_________________________________________________________________

Bandido denuncia agressão e Justiça pede apuração do caso

A Coordenadoria da Central de Flagrantes encaminhou para o Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) o auto de prisão em flagrante do assaltante Lucas Felipe da Silva Barbosa, preso por envolvimento na morte do policial militar Darlan Santana Carvalho na segunda-feira (29). O criminoso disse que foi agredido por policiais e a Coordenadoria solicitou a apuração da denúncia.

Baleado durante uma tentativa de assalto a uma farmácia no bairro do Planalto, zona Oeste de Natal, Lucas Felipe foi preso no Walfredo Gurgel, logo após dar entrada para tratar um ferimento a bala na cabeça. Ele chegou à unidade hospitalar poucos minutos após o soldado Darlan Santana, baleado por um dos comparsas de Lucas Felipe durante a tentativa de assalto. O bandido foi abordado por policiais no hospital e confirmou que estava envolvido no crime.

Lucas Felipe teve somente um ferimento superficial na nuca e, após ter o corte suturado, foi preso e levado para prestar esclarecimentos. Ele confirmou que foi convidado por um dos bandidos para praticar o assalto e que fugiu em um táxi para o Walfredo Gurgel, temendo que o ferimento na cabeça fosse mais grave.


Na Central de Flagrantes, quando foi ouvido pela Justiça, o criminoso disse que foi agredido por policiais no momento da prisão. Por isso, a Justiça encaminhou parte dos autos de prisão para o Ministério Público para que apure se de fato o assaltante foi agredido. Lucas Felipe da Silva Barbosa segue preso aguardando julgamento. A Polícia ainda busca o terceiro elemento envolvido na morte do policial militar - o outro criminoso foi morto no momento da reação do PM ao assalto.

Tribuna do Norte
Foto: Google
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário