_________________________________________________________________

_________________________________________________________________

Polícia Civil prende quadrilha suspeita de furtos a bancos na Grande Natal

Operação aconteceu na madrugada deste domingo (8) em Parnamirim. Segundo Deicor, grupo de Pernambuco seguia para uma agência bancária em Natal.


Material apreendido pela Polícia Civil foi levado para a sede da Deicor (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Uma quadrilha de roubos a bancos foi presa em Parnamirim, região metropolitana de Natal, na madrugada deste domingo (8), em uma operação da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor).

De acordo com a Polícia Civil, os quatro suspeitos, que são pernambucanos e têm entre 39 e 55 anos, estavam com materiais usados em ataques a banco e teriam confessado que fariam um ataque a um banco na capital potiguar.

A prisão dos suspeitos aconteceu por volta das 3h. Conforme a Polícia Civil, os investigadores receberam informações de que uma quadrilha especializada em furtos em agências bancárias, utilizando equipamentos de cortes estaria na cidade.

Durante buscas, a polícia identificou um dos carros da quadrilha, onde estavam os suspeitos. Eles foram abordados e levaram as equipes policiais até a casa onde estavam escondidos, no bairro Jóquei Clube.

Na casa, segundo a polícia, havia mais de R$ 20 mil em espécie, vários documentos, equipamentos utilizados para o corte dos caixas eletrônicos, munições de calibre 9mm, além de um caminhão, que seria usado para fazer levantamento das agências que seriam alvo, além de transportar ferramentas e pessoas.

"Diante da farta materialidade encontrada, os meliantes foram encaminhados para a sede da Deicor, a fim de serem submetidos aos procedimentos cabíveis. No momento do interrogatório, os meliantes confirmaram que estavam indo furtar uma agência bancária na Av. Prudente de Morais, Cidade de Natal/RN", informou a Polícia Civil.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, os suspeitos já possuem antecedentes criminais por roubo ou furto a bancos. Um deles era considerado foragido, porque estava com mandado de prisão em aberto. Outro suspeito também deverá responder por falsidade ideológica. Segundo a Deicor, ele apresentou documentos falsos tentado enganar os policiais.

Os investigadores reafirmam o compromisso com a sociedade e alertam para aqueles que teimam em cometer crimes aqui no Estado, saibam que serão descobertos e presos com o máximo rigor da lei, custe o que custar.

Por G1 RN
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário