_________________________________________________________________

_________________________________________________________________

103ª Morte violenta em Mossoró: Homem vitima de suposto suicídio pode não ter se matado. A principal testemunha, a mulher dele, fugiu.


Leonardo Silva do Nascimento de 20 anos foi encontrado morto dentro de casa com um tiro na cabeça. Segundo a necropsia a posição do disparo não é compatível com suicídio. O Delegado de homicídios solicitou ao Itep outros procedimentos para identificar a possível distancia e a presença de vestígios de chumbo nas mãos da vitima para finalizar o caso.

No ultimo dia 04 de maio, a policia foi acionada com a informação de uma pessoa morta por suicídio, na Rua Joaquim Nabuco, próximo a Praça da Pirâmide, no bairro Belo Horizonte em Mossoró. Leonardo Silva do Nascimento de 20 anos de idade foi encontrado morto com um tiro na cabeça e a arma utilizada ao lado do corpo, levando a crer que o mesmo teria se matado.

A equipe de plantão no Instituto Técnico-Cientifico de Pericia, “Itep” foi acionada e depois dos procedimentos no local, o corpo foi removido para os procedimentos no setor da Medicina Legal, do Itep.

A principio, a necropsia apontou como causa da morte de Leonardo “Traumatismo Cranioencefalico por ferimentos perfurocontundentes produzidos por projetil de arma de fogo”. Segundo informações, a equipe de legistas teria informado a Delegacia que o ferimento não era compatível com um disparo provocado pela própria vitima.

O caso já está sendo tratado pela policia como crime de homicídio, mas a principal testemunha, a mulher que vivia e estava em casa com a vitima, deveria ter se apresentado na Delegacia de homicídios na semana passada, para prestar esclarecimentos, mas apresentou um atestado de saúde e prometeu se apresentar na delegacia na terça feira passada, dia 15 de maio.

Segundo informações, a mulher fugiu sem comunicar ao delegado, Rafael Arraes, que aguarda o resultado do exame de residogramas, para concluir a ocorrência e se for o caso pedir na Justiça a prisão da tal mulher.


*O Câmera
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário