_________________________________________________________________

_________________________________________________________________

COMISSÃO DE DELEGADOS DA DHPP VAI INVESTIGAR ASSASSINATO DE PM NO RN


Núcleo de Inteligência da Polícia Civil também atuará no caso. Governadora eleita, Fátima Bezerra, lamentou morte do PM e cobrou rigor nas investigações

A morte do soldado da Polícia Militar do Rio Grande do Norte soldado João Maria Figueiredo será investigada pelos delegados da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil que foram designados para a comissão formada com o objetivo investigar homicídios de agentes de segurança. A informação foi divulga pela Polícia Civil na tarde deste sábado. O militar foi assassinado a tiros na sexta-feira (21), na cidade de São Gonçalo do Amarante.

Criada em maio deste ano com três delegados, a comissão passou a contar com mais um investigador. Os quatro delegados trabalharão em conjunto para descobrir as circunstâncias do crime. Segundo a Polícia Civil, logo após o homicídio que vitimou o policial militar, os policiais civis da DHPP foram local do crime e realizaram as primeiras diligências para tentar elucidar o caso. As investigações contarão também com o trabalho do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil (NIP).

A morte violenta do soldado João Maria Figueiredo da Silva gerou grande comoção no meio político do Rio Grande do Norte. Dessa vez foi a governadora eleita do estado, Fátima Bezerra (PT), quem lamentou o assassinato do PM, de quem era amiga pessoal.

Em nota divulgada à imprensa, a governadora eleita diz considerar Figueiredo um filho ou um irmão e cobra a devida investigação para elucidar o caso. Fátima complementa dizendo que a memória do amigo continuará viva e finaliza com os dizeres “Figueiredo, presente!”. Veja a nota na íntegra:

O assassinato brutal do querido Figueiredo nos deixa consternados, com profundo sentimento de perda, abalados em alma. Ao mesmo tempo, os exemplos de coragem e de solidariedade que nosso amigo nos deixou nos inspirarão para continuarmos a luta por dias melhores, por uma sociedade mais justa e para todos e todas.

Queria bem a ele como um filho, um irmão.

Que tragédias como a de Figueiredo – infelizmente cada dia mais presentes na vida de nossos trabalhadores e abnegados profissionais da Segurança – tenham a devida apuração e elucidação.

Sua memória não será esquecida, meu amigo. Meus sentimentos aos familiares e amigos e meu abraço fraterno.
Figueiredo, presente!
#SaudadesSempreFigueiredo
Fátima Bezerra
Senadora e governadora eleita do RN
Histórico de ativismo
Filiado ao PT, Figueiredo era figura presente na luta pelos direitos humanos e por melhoria na estrutura da polícia. Em suas redes sociais, colecionava fotos com membros importantes do partido como o ex-presidente Lula e o candidato à presidência Fernando Haddad, além de Fátima Bezerra.

Figueiredo foi um dos criadores do movimento “Polícia Antifascismo” no estado e defendia a descriminalização das drogas como medida para diminuir a violência. Ficou marcado também por defender a igualdade de direitos para as mulheres, os LGBTQI+.

OP9
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário