_________________________________________________________________

_________________________________________________________________

Policial Militar do RN é preso suspeito de integrar quadrilha especializada em explosão de caixas de banco

Prisão foi feita nesta sexta-feira (5) pela Polícia Civil, durante a 3ª fase da operação ‘Alpha Bravo – Conexão’.

Defur apreendeu 3 toneladas de maconha em uma granja em Macaína — Foto: Divulgação

Policias civis da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (Defur) de Natal prenderam um soldado da Polícia Militar suspeito de integrar um grupo criminoso que atua com explosão de caixas de banco no Rio Grande do Norte.

A prisão aconteceu na manhã desta sexta-feira (5) durante a 3ª fase da operação ‘Alpha Bravo – Conexão’, investigação que resultou na apreensão de 3 toneladas de drogas em fevereiro deste ano em uma granja em Macaíba, a maior já realizada no estado.

A prisão do soldado contou com apoio do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque). O grupo criminoso do qual o PM é apontado como integrante atua com o tráfico de drogas e crimes contra instituições financeiras, principalmente arrombamentos e explosões de caixas eletrônicos.

“O suspeito era parte fundamental do grupo criminoso e tinha a função de realizar a segurança de seus membros, repassar informações privilegiadas, guardar e manejar o material ilícito encontrado na granja. Até o momento, oito membros do grupo criminoso foram presos e um ainda está foragido”, disse a Polícia Civil.

Alpha Bravo – Conexão

O grupo foi desarticulado no dia 6 de fevereiro deste ano, quando houve a prisão de cinco homens e apreensão de mais de três toneladas de drogas, diversos explosivos, munições de uso restrito e coletes balísticos, em uma granja no município de Macaíba. Todo o material apreendido foi avaliado em R$ 4 milhões.

*G1RN

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário