_________________________________________________________________

_________________________________________________________________

133ª – Flanelinha é morto com uma facada no peito na calçada da Igreja Católica no Abolição II


O crime aconteceu nos primeiros minutos da madrugada de hoje, 05 de setembro, na calçada da Igreja Católica do bairro Abolição II em Mossoró no Rio Grande do Norte.

Um desentendimento envolvendo a vitima, Gilson da Silva Santos, de 36 anos de idade, natural de Natal e o criminoso pode ter sido a motivação para o crime.

Segundo informações, Gilson trabalhava há 02 anos como flanelinha no centro de Mossoró e dormia numa casa de apoio que fica localizada a poucos metros do local do crime. Vitima e acusado recebiam apoio da mesma instituição, que é mantida pela conhecidíssima “Irmã Helen”, uma freira que dedica parte de sua vida a ajudar pessoas com pouca ou sem referencia familiar em Mossoró.

O Delegado Valtair Camilo com a equipe da Delegacia de Plantão acompanhou o trabalho de pericia no local do crime realizado pela equipe de plantão no Itep e segundo o delegado, a vitima e o acusado, se desentenderam e Gilson teria dado umas pauladas no acusado que reagiu, acertando o mesmo com uma única facada, no lado esquerdo do peito.

O boné e os óculos de Gilson e dois pedaços de pau que ele teria utilizado na confusão, foram encontrados pela equipe pericial, ao lado de um banco da praça, aonde tudo começou e a poucos metros o corpo de Gilson da Silva Santos.

O Delegado recebeu informações de familiares que Gilson antes de chegar em Mossoró, teria sofrido outro atentado na cidade de Macau e dizia para seus familiares que não podia mais retornar para a cidade de Macau, por medo de ser assassinado.

Segundo o perito criminal Bene Lemuel, foi possível localizar apenas uma perfuração na lateral do peito esquerdo, mas foi o suficiente para a sua

*O Câmera
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário