Dois mossoroenses são presos com carro roubado, armas e drogas no Sertão da Paraíba


Uma ação conjunta das polícias Civil e Militar de São Bento no Sertão da Paraíba, ocorrida nesta quinta feira 15 de maio de 2020, resultou na prisão de quatro homens suspeitos de envolvimento em ações criminosas na região. Durante a ação policial foram apreendidas armas, drogas, munições e uma carro roubado.

Entre os presos estão os mossoroenses, Antônio Alan Nunes da Silva, o "Alex", morador do Conjunto Walfredo Gurgel em Mossoró e Samuel de Oliveira Teófilo, residente no Sítio Passagem de Pedras, zona rural de Mossoró.

Após receberem informações que um veículo Hyundai Creta de cor branca e com queixa de roubo teria sido visto circulando entre as cidades de São Bento e Paulista, policiais militares da 3ª CIA/12º BPM e civis se mobilizaram e localizaram e referido veículo com os quatro ocupantes na rodovia entre as duas cidades.

Durante a abordagem, um dos indivíduos conseguiu fugir pelo matagal mas acabou sendo localizado e preso dentro de uma lagoa. Segundo a Polícia a quadrilha estava recebendo apoio na zona rural de Paulista PB e planejava praticar um roubo contra um empresário daquela região.

Com os suspeitos as forças de segurança apreenderam, o veículo Hyundai creta, roubado de uma advogada, no último domingo (10) no bairro Costa e Silva em Mossoró RN, uma pistola calibre 380 e outra calibre 9mm, além 38 munições intactas dos dois calibres, grampos e aproximadamente 400 gramas de uma substância análoga à maconha.

Ainda de acordo com a polícia paraibana, os elementos presos fazem parte de um grupo criminoso que recentemente postou vídeos nas redes sociais ostentando armas e ameaçando a população da região de São Bento. Os suspeitos foram encaminhados, juntamente com todo o material ilícito e o veículo apreendidos, para a delegacia de Polícia Civil de São Bento para as medidas cabíveis.

Segundo a Polícia Civil de Mossoró, Antônio Alan Nunes, estava preso na Cadeia Pública de Mossoró, por crimes de homicídio (art. 121) e porte ilegal de arma de fogo (art. 14),mas foi solto através de alvará de soltura expedido pela justiça no dia 20 março passado. Já Samuel de Oliveira Teófilo, está sendo investigado em um crime de latrocínio, ocorrido em maio de 2019, em uma fábrica de Tendas, na região de Passagem de pedras, zona rural de Mossoró.



Repórter PB
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário