152º Homicídio em Mossoró 2020: Ex-presidiário vítima de facadas no Bairro Santo Antônio Morre no Hospital Tarcísio Maia


A cidade de Mossoró, localizada na região Oeste do Rio Grande do Norte, registra mais um crime de homicídio, elevando para 152 o número de assassinatos na cidade em 2020. 

Eduardo Gledson Batista dos Santos, conhecido como "Eduardo do Sinal", de 38 anos, esfaqueado na noite de terça feira 20 de outubro, morreu no Hospital Tarcísio Maia. Ele foi encontrado pela equipe do SAMU, caído e desacordado, na calçada de uma galeteria no cruzamento da Avenida Rio Branco com a Rua Seis de Janeiro, nas proximidades do Senai no Bairro Santo Antônio.

A vítima apresentava ferimentos de arma branca (faca) nas regiões do tórax e abdômen. Antes de levá-lo para o Hospital Tarcísio Maia, as equipes do SAMU precisaram entubar o paciente, devido a gravidade dos ferimentos.

Após o protocolo SAMU, a vítima foi encaminhada ao HRTM e na chegada da unidade hospitalar apresentou uma parada cardíaca, mas logo foi reanimada e entregue aos cuidados da equipe médica de plantão.

Horas depois, por volta das 22h50min da terça feira (20), Eduardo do Sinal como era mais conhecido morreu na sala de cirurgia da unidade hospitalar. O corpo dele foi removido do necrotério do HRTM para o Instituto Médico Legal do ITEP, onde será examinado e posteriormente liberado para a família.

A Polícia ainda não sabe a motivação do crime e até o momento desconhece a autoria do homicídio. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Mossoró.

Segundo a polícia, Eduardo Gledson tinha três passagens pelo sistema prisional, por crimes de furto (artigo 155) e estelionato (artigo 171), processos originados de inquéritos instaurados nas delegacias de Furtos e Roubos (DEFUR) e Delegacia de Defraudações e Falsificações (DEDF). No momento ele estava em liberdade.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

Atenção, antes de postar um comentário leia isto:

1. Todos os comentários postados neste espaço passarão por uma rigorosa análise antes de serem publicados.

2. Comentários que agridem verbalmente pessoas públicas só serão aceitos com identificação por meio de um cadastro válido.

3. Estes comentaristas devem se identificar com uma Conta Google, OpenID, LiveJournal, WordPress, TypePad ou AIM. Para todos os casos basta escolher a opção desejada no campo "Comentar como:" e logar.

4. Para responder um comentário basta clicar em “Reply” no comentário e escrever a resposta na frente do texto na janela que abrir. Exemplo: @<ahref="#c1234567890123456789">Anônimo</a> Olá, ótimo comentário. ConversãoConversão EmoticonEmoticon

Obrigado pelo seu comentário