Fiscalização na venda de combustíveis identifica irregularidade e lacra bomba em Posto de Mossoró


Uma operação de fiscalização e combate a crimes e infrações relacionados à venda de combustíveis, deflagrada nesta quinta feira 08 de julho de 2021, em vários postos do Rio Grande do Norte, identificou irregularidades, lacrou bombas e autuou 34 donos de postos no estado. A operação denominada de "Petróleo Real" contou com participação do Procon, Ipem, Secretaria de Tributação (SET), Polícia Militar e Polícia Civil.

Em todo o estado, 104 postos entraram na lista negra do Ministério Público, por serem denunciados por consumidores, daí o surgimento da Operação. No Rio Grande do Norte, 34 postos foram autuados, 29 bombas lacradas. A fiscalização apreendeu ainda produtos com data de validade vencida.

Em Mossoró, segundo informações do delegado regional Dr. Luiz Fernando, que participou da operação, representando a Polícia Civil, cinco postos entraram na lista do MPRN e receberam a visita das equipes fiscalizadoras. Apenas um posto localizado no Conjunto Vingt Rosado, apresentou irregularidades em uma de suas bambas.

De acordo com a autoridade policial, o consumidor estava sendo lesado, no momento em que abastecia seu veículo na referida bomba. A cada 20 litros, o consumidor perdia 300ml, ou seja ao abastecer 20 litros só entrava no tangue, 19, 700. A bomba foi lacrada e o posto autuado.

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário