Polícias Civil e Federal prendem em João Pessoa suspeito de matar um policial militar no Rio Grande do Norte


Uma operação conjunta da polícia Civil da Paraíba e a Força-Tarefa da Polícia Federal de Natal prendeu nesta quinta-feira, 1º de julho, em João Pessoa, capital paraibana, dois homens suspeitos de pertencerem a uma organização criminosa especializada em roubos a bancos.

Um dos presos, Judson Rodrigues Vieira, é investigado também pelo assassinato do cabo Ildônio José da Silva, crime ocorrido no ano de 2018, entre Caraúbas e Governador Dix Sept Rosado no Rio Grande do Norte.

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos nos bairros de Gramame e Valentina, na capital paraibana. Nos locais onde os investigados estavam escondidos, os policiais encontraram um rifle calibre 44, um revólver calibre 38 e uma porção de drogas, além de roupas camufladas.

De acordo com o delegado Diego Beltrão, da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), contra Judson Rodrigues, suspeito de matar o policial pesam cinco mandados de prisão, todos da justiça do Rio Grande do Norte.

“Era um dos criminosos mais procurados pelas polícias daquele estado. Obtivemos informações de que ele estaria em João Pessoa, possivelmente arquitetando ataques a agências bancárias, mas esta investigação conjunta com essa força-tarefa da Polícia Federal em Natal conseguiu desarticular mais um braço do crime organizado”, disse o delegado.

A morte do PM

O cabo Ildônio foi assassinado durante um assalto ao ônibus em que ele estava. Os criminosos ‘reconheceram’ o policial e efetuaram vários disparos de arma de fogo. O militar estava indo para a faculdade de Administração, na cidade de Mossoró.



Assessoria de Comunicação/PCPB
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário