Mais um pra conta: Lula é processado por campanha antecipada após pedir que eleitores sejam “agressivos em votar no 13”


O deputado federal Carlos Sampaio (PSDB-SP) denunciou nesta segunda-feira (9) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Justiça Eleitoral por suposta propaganda política antecipada em Sumaré (SP), na última quinta-feira (5). O ex-presidiário que coleciona processos, na ocasião, pediu que os eleitores sejam “agressivos em votar no 13” no 1º turno das eleições de outubro.

“Acostumado a cometer crimes, Lula voltou a infringir a lei ao pedir voto em Sumaré. Se a lei eleitoral proíbe que se peça votos antes do início da campanha, não vou admitir que Lula siga descumprindo as regras e se coloque acima da lei”, afirmou o deputado tucano no Twitter.

Durante discurso em uma ocupação em Sumaré, interior de São Paulo, Lula disse: “Eu queria dizer para esse cidadão que, por acaso, virou presidente da República: nós vamos fazer uma campanha limpa, a nossa campanha não será agressiva, a nossa campanha não terá fake news. O que vai acontecer nesse país é que nós vamos ser agressivos em votar no 13 no dia 2 de outubro para que a gente possa tirar ele e colocar alguém mais democrático no governo desse país”.

A lei eleitoral proíbe que, nesta etapa, os políticos peçam votos de qualquer maneira. A campanha eleitoral começa oficialmente em agosto.

Créditos: Poder 360.

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário